Após quatro anos, Brusque receberá oito agentes de Polícia Civil

Novos policiais deverão assumir os cargos até o fim de novembro

barra (Copy)
-
Crédito: Divulgação
Até o fim de novembro, Brusque deverá receber oito novos agentes de Polícia Civil. Os 298 novos policiais se formam nesta quinta-feira, 17, na Academia de Polícia Civil, em Florianópolis. Eles foram distribuídos com base na quantidade de procedimentos policiais das delegacias da Diretoria de Polícia de Fronteira (Difron), Diretoria de Polícia do Interior (Dpoi) e Diretoria de Polícia do Litoral (Dpol). 

O delegado regional Francisco Ari dos Anjos explica que a distribuição em Brusque deverá ser a seguinte: um agente para a Delegacia de Proteção à Criança, Adolescente, Mulher e Idoso (Dpcami), dois para a Divisão de Investigação Criminal (DIC), e cinco para a Delegacia da Comarca. “Assim que esses policiais chegarem, faremos também novos estudos para ver onde há necessidade de mais pessoal”, afirma. 

Para o delegado titular da comarca, Fernando de Faveri, se o número de policiais previstos para Brusque se confirmar, os trabalhos terão avanço, embora o efetivo esteja longe do ideal. “É uma conta boa, ajuda bastante, mas não resolve o problema”, analisa. Ele lembra ainda que a última vez que havia vindo novos policiais para o município foi em 2012. Porém, desde então o efetivo também reduziu bastante. 

A intenção do delegado regional é de que, pelo menos três dos novos agentes sejam direcionados para o Setor de Investigação Criminal (SIC). “É uma necessidade urgentíssima, até porque hoje não temos ninguém para atender nas investigações e dar uma resposta para a comunidade em relação aos furtos em comércios, residências e veículos que têm ocorrido em Brusque. E essa é nossa grande preocupação: os crimes contra o patrimônio”. 

Atualmente, os crimes de maior complexidade recebem apoio da DIC, por meio do delegado Alex Bonfim Reis, que também conta apenas com dois agentes de polícia para a investigação. Durante esse mês, também deverá ocorrer a transição de quatro policiais que serão substituídos por conta de transferências. “Teremos uma grande renovação de agentes de polícia em nossa comarca”, afirma o delegado regional. 

Os novos policiais iniciaram a formação em 1º de julho, e por quatro meses passaram por treinamentos teóricos e práticos na Acadepol. Além dos agentes de polícia, se formam também 58 delegados. 

Após a formação desses novos policiais civis deverá haver mais uma formatura, com outros 130 policiais que começaram o curso depois de julho. O diretor da Acadepol, Vitor Bianco Junior, explica que isso aconteceu pois parte dos nomeados na primeira lista não se apresentou, o que abriu vaga para os suplentes. “A previsão é que as turmas sejam concluídas no começo de fevereiro de 2017”, diz.

Sem Comentários

Sem Comentários!

Não existem comentários ainda, mas você pode ser o primeiro a comentar esta notícia.

Deixe uma resposta

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *