Atleta brusquense Soelito Gohr fica em 9º na final do ciclismo de estrada nas Paralimpíadas

A prova, realizada na tarde desta quarta-feira, 14, foi vencida pelo ucraniano Yehor Dementyev

CsVRNkuWcAELYje
-
Crédito: Comitê Rio 2016/Divulgação

O ciclista brusquense Soelito Gohr ficou na 9ª posição na final da categoria ‘contrarrelógio’ da modalidade ciclismo de estrada. A prova foi realizada no começo da tarde desta quarta-feira, 14, data que Soelito comemora seu aniversário de 43 anos.

Na prova, realizada em circuito montado na praia do Pontal, ele registrou um tempo de 40:49.70, o 9º melhor entre os 14 cliclistas que participaram.

O medalhista de ouro na prova foi o ucraniano Yehor Dementyev, com tempo de 36:53.23. A prata ficou com o australiano Alistair Donohoe (37:33.36)

O bronze foi conquistado pelo brasileiro Lauro Cesar Chamam, com tempo de 37:37.43.

Ciclismo de estrada

O ciclismo de estrada faz parte dos Jogos Paralímpicos desde 1984, estreando com eventos para competidores com paralisia cerebral.

Em 1988, ciclistas com outros tipos de deficiência foram incluídos. Os atletas com deficiência visual passaram a participar em 1992.

Na modalidade contrarrelógio, a distância é de um quilômetro para os homens e 500 metros para as mulheres.

Os atletas percorrem a pista sozinhos, um a um, com seu tempo sendo medido. Aquele que fizer o menor tempo conquista o ouro.

Soelito Gohr já conquistou medalha de ouro na categoria ‘perseguição’ do Parapan de 2007, foi campeão mundial de estrada em 2009 e 2010, campeão mundial de ciclismo de pista em 2014, vice-campeão mundial de pista em 2015, além de ter conquistado diversos títulos brasileiros.

Também foi escolhido como o melhor ciclista paralímpico de 2014.

Sem Comentários

Sem Comentários!

Não existem comentários ainda, mas você pode ser o primeiro a comentar esta notícia.

Deixe uma resposta

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *