Atores do espetáculo Paixão e Morte de um Homem Livre se reúnem pela primeira vez

Evento será realizado nos dias 13 e 14 de abril de 2017, no pátio da Igreja São Cristóvão, bairro Aymoré, em Guabiruba

Mais de 100 pessoas participaram do primeiro encontro de preparação para o espetáculo “Paixão e Morte de um Homem Livre” -
Crédito: Guédria Motta

Dezenas de pessoas, moradoras de Guabiruba e região, acordaram mais cedo na manhã nublada deste domingo, 6. Todas elas unidas por um motivo: a Paixão e Morte de um Homem Livre, espetáculo realizado pela Associação Artístico Cultural São Pedro (AACSP), que chega à sua 21ª edição em 2017.

Apesar de o novo projeto ter iniciado ainda em 2015 e ser desenvolvido ao longo deste ano com a escolha dos atores principais, gravações de falas, pesquisa e elaboração de novos figurinos, apenas na manhã de domingo foi realizado o primeiro encontro geral, que reuniu a diretoria da AACSP, a equipe técnica e cerca de 100 voluntários.

“No ano passado começamos a escrever o novo roteiro e o projeto foi enviado ao Ministério da Cultura. Em fevereiro finalizamos o texto e, entre abril e maio, convidamos os atores que terão falas. Nos encontramos algumas vezes para leitura e interiorização de cada personagem. Isso antecedeu a gravação em estúdio, iniciada em agosto e agora praticamente finalizada. Temos definida também a estrutura dos palcos, que começarão a ser montados no início do ano e a expectativa é que estejam prontos para o primeiro ensaio, no dia 5 de março de 2017.

Queremos contar mais uma vez com o apoio de todos, porque manter o padrão do que foi apresentado em 2015 e ainda acrescentar melhorias é um trabalho árduo, que exige dedicação, mas que fazemos com alegria”, explica o presidente da AACSP, Marcelo Nascimento.

Para o vice-presidente da AACSP e diretor executivo do espetáculo, Nilson José Ebele, a edição de 2017 também é um desafio: é a primeira vez que ele deixa os palcos para auxiliar na coordenação. “Nosso principal foco é passar a mensagem da paixão, morte e ressurreição de Cristo. E vamos fazer isso com trabalho em conjunto. Então quero agradecer desde já o empenho e a doação de todos, ao longo dos ensaios, até a apresentação”, destaca Ebele.

A inspiração

De acordo com o diretor do espetáculo, Marcelo Carminatti, o teatro “Paixão e Morte de um Homem Livre” foi inspirado na música “Luz das Nações”, interpretada pela banda Anjos de Resgate. Uma só terra e um único Deus: a história de Jesus narrada por Maria, já que ninguém conhece o filho melhor do que a mãe.

A arte que envolve o espetáculo também já está pronta e cheia de simbologia. O fundo, que dá a impressão de mal pintado, remete ao papiro, o papel da época, usado como ferramenta de comunicação. As informações estão dispostas em formato de cruz, para que se lembre o objetivo principal do evento. “Deus é o ator principal e é também o comandante geral do nosso trabalho. A exemplo de João Batista cabe a todos nós deixar que Ele cresça e que a gente desapareça. O orgulho e a vaidade querem nos dar destaque, mas devemos escolher ser apenas um instrumento de evangelização através do projeto”, orienta Carminatti.

A coroa de espinhos está presente para lembrar a dor, o sacrifício e a entrega de Jesus. Já sobre Nossa Senhora, uma auréola feita de lágrimas, representando o coração dilacerado no peito, enquanto se mantém firme, presente e silenciosa.

“Nós escolhemos a imagem clássica da Pietà (Michelangelo), que mostra esse momento íntimo, quando Maria recebe o corpo de seu filho morto no colo e se mantém firme. A paleta de cores que completa nossa arte também foi inspirada nos tons utilizados em pinturas medievais, da mesma forma que a fonte das letras”, salienta o diretor.

O espetáculo “Paixão e Morte de um Homem Livre” será apresentado no dia 13 de abril, às 21h e no dia 14 de abril, às 19h30, respectivamente Quinta e Sexta-feira Santa. O local é o pátio da Igreja São Cristóvão, no bairro Aymoré, em Guabiruba.

Cerca de 400 atores voluntários participam do projeto, que pode contar ainda com a presença de um ator profissional de renome nacional, ainda em fase de estudos e prospecção.

Sem Comentários

Sem Comentários!

Não existem comentários ainda, mas você pode ser o primeiro a comentar esta notícia.

Deixe uma resposta

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *