Barateiro segura empate heroico em Chapecó e é campeão catarinense de 2016

Equipe havia vencido no primeiro encontro por 6 a 3 e sofreu pressão no final, mas garantiu o título

BARATEIRO

Não se esperava um roteiro diferente de mais um duelo entre Female Futsal e Barateiro. As duas equipes voltaram a se enfrentar nesta quinta-feira, 22, pelo segundo jogo da decisão do Campeonato Estadual de Futsal Feminino, dessa vez em partida decisiva para a taça. As atletas do time brusquense precisava de um empate ou de vitória simples.

O jogo foi disputado, veloz e a equipe do técnico Esquerda precisou de muita raça e doação em quadra para ficar com o caneco. No fim, deu tudo certo para o Barateiro: 4 a 4, com direito a pressão no fim. Mais uma vez, o time de Brusque sagrou-se campeão catarinense.

Correndo atrás

A exemplo do primeiro jogo, o Barateiro saiu atrás duas vezes no placar. A derrota por qualquer resultado não interessava nenhum pouco, uma vez que o regulamento da competição não prevê placar quantificado. Ou seja, por mais que o Barateiro tenha ganho de 6 a 3 a primeira partida, se perdesse por qualquer placar em Chapecó ficaria em desvantagem.

Contudo, na estratégia do contra-ataque, o time de Brusque é mortal. Quem abriu o placar foi a Female, com golaço de Tampa. Ela recebeu bola no pivô e chutou forte. Na raça, o Barateiro empatou. Diana cobrou falta na barreira, a bola voltou na capitã que na segunda vez chutou para balançar as redes. Jessika chegou a acertar a trave na sequência, mas quem marcou o segundo gol foi a Female. Luísa, ex-Barateiro, marcou na jogada individual de Débora. Antes do primeiro tempo acabar, contudo, Amandinha destruiu a defesa rival e rolou para Val empatar.

Quase a ‘lei da ex’

No segundo tempo, o Barateiro parecia que passaria com tranquilidade pela Female. Jessika marcou no início da etapa e levou o time à virada, entrando sozinha no ataque e batendo para as redes. Pouco depois, Amandinha deixou Caty na boa para que, de biquinho, marcasse o quarto. A bola bateu na defesa antes de entrar.

A Female Futsal, perdendo por 4 a 2, partiu para o tudo ou nada e apostou e m goleira linha. A estratégia funcionou, e quem se sobressaiu foi a atleta Nega, que defendia o Barateiro até a última temporada. Quase que a ‘lei da ex’ pega o Barateiro de vez. Nega foi a autora de dois gols em poucos minutos, e mais um levaria a partida para a prorrogação. Por sorte, o jogo acabou dessa maneira e as atletas do Barateiro soltaram o grito em Chapecó.

1 Comentário

  1. Avatar
    Direita Nocauteada SQN setembro 23, 2016

    Já removeram a noticia do falso estupro dos topics. Eita jornal esquerdista! #Tem Caroço Nesse Angu. #pontos nos iiiiis …waiting for it!

Deixe uma resposta

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *