Brusquense Bruno Moritz vence Prêmio da Música Catarinense 2016

Aos 33 anos da idade, foi a segunda vez que o acordeonista conquistou a premiação estadual

bruno moritz (Copy)
Bruno Moritz levou o primeiro lugar na categoria Melhor Álbum Instrumental -
Crédito: Divulgação

O músico brusquense Bruno Moritz conquistou, na última quarta-feira, 9, o Prêmio da Música Catarinense 2016 na categoria Melhor Álbum Instrumental pelo DVD “Titoco Ao Vivo”, lançado neste ano.

A conquista foi a segunda do artista na mesma premiação. Em 2014, ele havia vencido na categoria Melhor Álbum pelo CD “Tempero”. Assim como naquele ano, neste, ele disputou o primeiro lugar com outros quatro concorrentes.

“Eu levei um susto quando ganhei porque havia muita gente boa concorrendo. Eu realmente não esperava, até porque já havia vencido e achei que iam expandir o prêmio. Eles falaram que a minha votação foi muito boa”, conta Moritz.

Ao todo, oito jurados avaliaram os concorrentes e, além deles, o público também pôde votar por meio do site da premiação. Nesse quesito, Moritz ficou em quarto lugar. Porém, nas notas dos jurados, ele superou os adversários.

Além do reconhecimento, o músico também ganhou o direito de gravar um videoclipe. Embora já tenha material gravado em vídeo, será a primeira experiência deste tipo.

“Vai ser o primeiro videoclipe. Eu acredito que vai ficar para o ano que vem, como está terminando o ano. Tenho que sentar com o editor e pensar no que vamos fazer. Já estou tendo alguma ideias, com animação”, diz.

Titoco Ao Vivo

O álbum responsável pela premiação de Moritz foi gravado no fim do ano passado no estúdio Café Maestro, em Itajaí. Segundo o músico, cerca de 40 convidados acompanharam o show por um sistema de fone.

“Não tinha caixa de som. Cada convidado recebia um fone de ouvido já mixado. Foi uma gravação de um jeito bem diferente. Acho que não tinha registro assim aqui”, conta Moritz. “Mas pelo que os jurados me falaram, eles avaliaram a parte instrumental do álbum e não a forma como foi feito”, completa.

Instrumental

Com o Titoco Ao Vivo, Moritz soma quatro álbuns próprios. O primeiro foi gravado em 2005. Além deles, ele também tem outros gravados em parceria. Em relação à música instrumental, o brusquense afirma que o mercado está favorável aos profissionais.

“As pessoas têm tido uma cabeça aberta em relação à música instrumental. Em Santa Catarina temos muitos músicos bons. De maneira geral, temos que agradecer porque há muita procura, mais do que em outros estados do Brasil”, avalia.

Sem Comentários

Sem Comentários!

Não existem comentários ainda, mas você pode ser o primeiro a comentar esta notícia.

Deixe uma resposta

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *