Campanha de multivacinação começa nesta segunda-feira, 19

Ministério da Saúde distribuiu cerca de 19,2 milhões de doses extras de 14 vacinas para todo o país

vacinação (Copy)
Objetivo principal é completar o esquema de vacinação de quem não recebeu todas as doses previstas de algumas vacinas -
Crédito: Divulgação

Lançada na última terça-feira, 13, em Brasília, a Campanha Nacional de Multivacinação inicia nesta segunda-feira, 19, em todo o país. O principal objetivo é completar o esquema de vacinação de quem não recebeu todas as doses previstas das vacinas disponíveis nas Unidades Básicas de Saúde (UBS).

Embora o público-alvo seja crianças menores de cinco anos, com nove anos completos e de 10 a 14 anos 11 meses e 29 dias, serão disponibilizadas também doses para todas as faixas-etárias.

Ao todo, o Ministério da Saúde enviou para as cerca de 5.570 cidades do Brasil aproximadamente 19,2 milhões de doses extras de 14 vacinas.

Em Brusque, as UBS dos bairros Volta Grande, Nova Brasília, São João, Rio Branco, Santa Luzia e São Pedro não participarão da campanha.

O motivo, segundo a enfermeira da Vigilância Epidemiológica, Natália Cabral Marchi, é que os locais não possuem sala de vacina.

“Como a campanha é multivacinação, não há como abrir uma sala se não há estrutura física para isso. A rotina das UBS não vai mudar durante a campanha, seguirá da mesma forma e nos mesmos horários”, explica.

De acordo com Natália, os moradores que frequentam as unidades dos bairros em que não há sala vacinal devem se dirigir às demais UBS. Natália também afirma que, em Brusque, uma das principais necessidades é vacinar as meninas contra o HPV e os adolescentes em geral, contra o tétano.

“O HPV ainda é bem complicado. Quando as meninas foram vacinadas nas escolas, acho que foi colocado que não era obrigatória a vacina, mas na verdade faz parte do calendário vacinal. Ela é obrigatória e está prevista em lei no Estatuto da Criança e do Adolescente. E é de responsabilidade dos pais levarem as meninas para serem vacinadas. Ainda existe uma barreira de adesão”, afirma a enfermeira.

A vacina contra a pólio também é um dos medicamentos disponíveis na campanha. Natália diz que, como a vacina estava em falta, é o momento de os pais levarem as crianças tanto para aplicar a primeira quanto a segunda dose.

A enfermeira lembra ainda que os adultos que precisam atualizar a carteirinha de vacinação também podem procurar as UBS. Ainda segundo Natália, não há meta de vacinação e o dia D da campanha será no sábado, 24, data em que todas as UBS permanecerão abertas das 8h às 17h. A campanha, por outro lado, estende-se até o dia 30 deste mês.

 

Sem Comentários

Sem Comentários!

Não existem comentários ainda, mas você pode ser o primeiro a comentar esta notícia.

Deixe uma resposta

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *