Casas no bairro Lageado Baixo, em Guabiruba, são atingidas por deslizamentos

No entanto, segundo o Corpo de Bombeiros, ninguém ficou ferido

-
Crédito: Corpo de Bombeiros/Divulgação

O Corpo de Bombeiros informou na noite desta quinta-feira, 5, os estragos causados pela chuva em Guabiruba. Segundo os bombeiros, os ribeirões São Pedro, Guabiruba Norte, Pomerânia e Guabiruba Sul acabaram transbordaram cerca de 50 centímetros sobre as ruas.

As principais ruas atingidas com alagamentos foram Guilherme Ebel (Lageado Baixo); Antônio Fischer (Imigrantes); rua dos Imigrantes (Imigrantes);  Nilo Erthal (Imigrantes); José Dirschnabel (Centro) rua Guabiruba Sul (Guabiruba Sul); Fernando Kurtz, Alois Baungartner, Expedicionário Germano Schlindwein, Bernardo Schaefer e Paulo Westarb (Guabiruba Sul).

Ocorreram desmoronamentos na rua Guilherme Ebel, no Lageado Baixo. Um deslizamento de terra foi registrado ao lado de duas residências de alvenaria, entretanto não houve dados estruturais. Nelas residem seis pessoas, sendo duas crianças.

A guarnição orientou os moradores a buscar abrigo em outro local até o dia amanhecer, visto que a montanha tem a possibilidade de ceder durante a noite.

Uma mulher de 32 anos, que conduzia um GM Vectra, ficou ilhada dentro do automóvel ao tentar passar pela rua José Dirschnabel,  que estava alagada. Ela foi retirada pelos bombeiros e foi para um local seguro.

Na rua Expedicionário Germano Schlindwein ocorreu a queda de sete eucaliptos sobre duas residências. As árvores foram cortadas pelos bombeiros.

A água da enxurrada entrou em uma residência na rua Nilo Erthal,  bairro Imigrantes, na qual havia uma mulher com um bebê de três dias, sendo necessário a retirada deles do local.

Todas as quatro pontes de madeira do rio Guabiruba do Sul foram afetadas e necessitam de averiguação da prefeitura. Duas delas foram  mais atingidas, nas rua Alberto Voos e Frederico Schaefer.

Sem Comentários

Sem Comentários!

Não existem comentários ainda, mas você pode ser o primeiro a comentar esta notícia.

Deixe uma resposta

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *