Saiba como participar do programa Bônus Fotovoltaico da Celesc, que incentiva a energia solar

Companhia irá custear 60% do custo da instalação e dos painéis fotovoltaicos

energia solar
Celesc incentivará instalação de painéis fotovoltaicos -
Crédito: Divulgação

Após ter substituído mais de 77 mil eletrodomésticos antigos por novos por meio do Bônus Eficiente, a Celesc lançou ontem um novo programa: o Bônus Fotovoltaico. A empresa oferece pagar 60% do valor para a compra de painéis fotovoltaicos para mil casas no estado.

O consumidor terá de pagar R$ 6,68 mil (40%) para ter as placas fotovoltaicos (energia solar) em sua residência. A diferença e o serviço serão quitados pela Celesc. A companhia de energia pretende reduzir e racionalizar o consumo de eletricidade em Santa Catarina. O custo do programa é R$ 11,9 milhões para a Celesc, e R$ 6,7 milhões para os consumidores.



“Nosso objetivo é o de levar aos consumidores propostas inovadoras para geração de energia elétrica e, ao mesmo tempo, possibilitar redução do custo da energia no orçamento das famílias e difundir o uso seguro e racional deste insumo que é fundamental para o desenvolvimento econômico de toda a sociedade”, diz o presidente da Celesc, Cleverson Siewert.

Quem participar do programa vai ter a ajuda de custo e poderá usar a própria energia solar em sua casa. O que for excedente não vai fora, será introduzido no sistema da Celesc, e o consumidor receberá o valor correspondente em créditos nas próximas faturas, dentro de cinco anos.
Há uma série de pré-requisitos para poder participar do programa [confira no box]. Em condições ideais, o sistema fotovoltaicos instalados deverão gerar 280 kW/h.

A empresa que venceu a licitação e irá instalar os mil painéis fotovoltaicos é a Engie Energia. Os consumidores interessados e que preenchem todos os requisitos irão se cadastrar por meio do site e a empresa fará a implantação.


Vantagens

A energia solar apresenta uma série de vantagens para o consumidor. É mais barata do que a eletricidade convencional e sustentável.

“O retorno do investimento para o consumidor final é de três a quatro anos, com a vida útil dos equipamentos de 25 anos”, afirma o coordenador do programa, Marco Aurelio Gianesini.


Consumidores buscam economia

Com o custo da energia elétrica cada vez mais alto e a inflação em geral pegando no bolso, muitos brusquenses têm procurado fontes energéticas alternativas para economizar eletricidade.

A SB Aquecedores registrou boa venda e procura por aquecedores solares neste ano, segundo Charles Baumgartner, um dos sócios da empresa. De acordo com ele, houve uma leve alta de 15% na procura por aquecedores.

O número chama mais a atenção porque a SC também trabalha com outros equipamentos. E, de modo geral, registrou queda nos negócios. Para Baumgartner, a conta de luz mais alta fez as pessoas procurarem os produtos.

Os aquecedores solares não são a mesma coisa que os painéis fotovoltaicos. Os painéis convertem a luz solar em eletricidade, que pode ser usada na casa toda. Já os aquecedores, como o nome diz, apenas aquecem a água.

“A economia média é de 70% anual [em relação ao gasto com eletricidade]”, afirma Baumgartner. Ele diz que, mesmo não produzindo energia, os aquecedores são procurados porque resultam em menos gastos com energia elétrica.

Um exemplo é o chuveiro – um dos principais gastos de uma casa. Com o aquecedor solar, o custo é reduzido. Baumgartner diz que quanto maior o consumo da casa, mais rápido o retorno financeiro após a instalação dos equipamentos.


Sem título

12 Comentários

  1. Avatar
    Mateus Schmitz fevereiro 17, 2017

    Boa tade.

    Gostariamos de obter esse encentivivo da celesc do bônus foto voltaicos
    Meu e: Rua Carlos Pagel 236.
    Bairro Itoupava Central Blumenau .
    Preenchemos todas as exigências, menos o consumo.Porque somos

    econômicos mais se der de economizar ainda mais porque não.

    • Avatar
      João w fevereiro 18, 2017

      Também acho muito alto uma media de 350 kW,deveria ser bem menor para injetar mais energia na rede pois ai a celesc também se beneficiaria tendo uma rede mais estável, pois onde moro oscila muito entre 212v e 245v. Espero que a celesc refaça os cálculos sobre a media ano.

    • Avatar
      Sergio fevereiro 20, 2017

      Essa média é anual, e não mensal, você gasta menos que 29 kw por mês?

  2. Avatar
    João w fevereiro 18, 2017

    Adoraria ter o sistema mas meu consumo médio no ano não chega a 350 kW. Tenho dois medidores e gostaria de saber se posso soma los para ver se chega aos 350kW. A cobertura da minha casa e’ perfeita para receber sistema solar. Obrigado.

  3. Avatar
    Camila Cristina Michels Martins fevereiro 20, 2017

    Gostaria de participar do bonus da placa solar(fotovoltaica)..Criciuma,R:vinicius de morais 259,progresso..

  4. Avatar
    ELENIR ELEZITA DADAM GREIN fevereiro 20, 2017

    Bom Dia,

    Já estou esperando esse programa pois vai melhor a forma e o consumo de energia limpa. Fico no aguardo para ser beneficiada, preencho todos os requisitos.
    Obrigada.

  5. Avatar
    DANIEL GREIN fevereiro 20, 2017

    BOM DIA,

    Tenho interesse nesse programa pois tudo o que e a respeito de energia limpa sou favorável, tenho 80 anos mas quero deixar esse legado aos meus.

    Obrigada

  6. Avatar
    eunice knaesel zimmermann fevereiro 20, 2017

    Gostaria de aderir ao programa. Acredito que nos encaixamos no perfil pois nosso consumo médio 350 a 400 KW.

  7. Avatar
    DANIEL GREIN fevereiro 20, 2017

    Bom Dia,
    Sempre estive interessado na produção de energia limpa, tenho 80 anos e quero deixar esse legado aos meus.

    Obrigado.

  8. Avatar
    Andreia Muller fevereiro 20, 2017

    Oi eu me enquadro nos requisitos só gostaria de saber como seria a parte que eu tenho que pagar se e parcelado ou a vista

  9. Avatar
    Priscilla Miglioli fevereiro 20, 2017

    Já não tem mais vagas…fica em lista de espera. já foi tudo preenchido as vagas disponíveis.

  10. Avatar
    Leda Maria Baptista fevereiro 20, 2017

    preenchemos os requisitos, assim gostariamos ser contemplados com o mprograma

Deixe uma resposta

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *