Com três pedidos de aposentadoria, número de bombeiros ficará ainda menor na região em 2017

Comando acredita que ideal seria um aumento de 30% na equipe

Quartel de Águas Claras (Copy)
Com reativação da unidade, será possível melhorar o tempo-reposta nos atendimentos dos bairros do sul da cidade -
Crédito: Corpo de Bombeiros/Divulgação

O efetivo do Corpo de Bombeiros de Brusque ficará comprometido a partir de janeiro de 2017. O motivo é a solicitação do pedido de reserva remunerada por três profissionais. Atualmente, Brusque conta com 38 militares e mais dez em Guabiruba, o que para o comandante, tenente Hugo Manfrin Dallossi, já é um baixo número. “O ideal seria termos cerca de 50 bombeiros para atuar em Brusque”, analisa.

A partir de dezembro, um dos profissionais do município também se deslocará para a Operação Veraneio, para reforçar a segurança no litoral durante a alta temporada. O tenente Manfrin explica que, diferente da Polícia Militar e Polícia Civil, o Corpo de Bombeiros não tem curso de formação há dois anos. Além disso, não há previsão também para 2017.

“Estamos mantendo as viaturas ativadas com o mínimo de efetivo possível”, diz. Mas, o comandante ressalta que, com a eventual redução de efetivo, como em casos de problemas de saúde, reserva remunerada, ou outro motivo, pode ocorrer redução de viaturas ativadas. Ainda, provavelmente, o quartel de Águas Claras, reativado no sábado, 19, pode voltar a ser desativado de forma temporária até recompor o efetivo.

Reativação de Águas Claras

Desde sábado, 19, o quartel do Corpo de Bombeiros de Águas Claras voltou com as atividades, depois de quase um ano fechado. A reforma em toda a estrutura do prédio iniciou logo após a saída de quatro profissionais que foram atuar na Operação Veraneio do ano passado.

Foi realizada no prédio toda a troca do telhado e reforçada a segurança, com muro no entorno e implantação do portão eletrônico na lateral. A parte elétrica também foi totalmente refeita, bem como uma nova pintura feita nas partes internas e externas. Foi construído ainda, nos fundos do terreno, um canil, que abrigará a cadela de resgate Zaara.

Por enquanto, como Zaara está em fase de treinamento diário, permanecerá sempre com o cinotécnico, o soldado de Souza. Nos dias em que o militar estiver de serviço, a cadela ficará no canil.

O comandante informa que dois bombeiros militares foram destinados a atuar no quartel de Águas Claras. Os profissionais terão duas viaturas para o trabalho, sendo a ambulância (ASU) e um caminhão de incêndio e resgate (BS). “Quando saírem para atendimento, os bombeiros saírão em uma ou outra viatura, de acordo com a ocorrência, nunca com as duas simultaneamente”, informa.

Com a reativação da unidade, o tenente Manfrin afirma que conseguirão melhorar o tempo-reposta em relação aos bairros do setor sul da cidade, como Águas Claras, Santa Luzia, Zantão, Ponta Russa, Paquetá, Cedrinho, Dom Joaquim e Thomaz Coelho.

Permuta de terreno é aprovada

Na sexta-feira, 18, foi publicado no Diário Oficial do Estado mais um passo importante em relação ao terreno para a construção da nova sede da corporação do Corpo de Bombeiros de Brusque. O Conselho Administrativo do Departamento Estadual de Infraestrutura (Deinfra) aprovou a permuta de áreas entre a 3ª Companhia e o Deinfra.

Após a edificação da nova sede, as atuais instalações da corporação serão ocupadas pelo Departamento de Infraestrutura da Agência de Desenvolvimento Regional (ADR), Instituto Geral de Perícias (IGP) de Brusque e Instituto Médico Legal (IML).

O comandante Manfrin explica que o processo agora foi para a Secretaria de Estado de Administração para encaminhamento do Projeto de Lei referente à permuta, pois depende da aprovação de lei pela Assembleia Legislativa do estado. “Mas se foi aprovado pelo Deinfra e pelo estado, a princípio vai dar tudo certo”, comemora.

Agora, o tenente ressalta que aguarda o trâmite final para, então, dar início a fase do projeto de engenharia, e licitar a obra.

Sem Comentários

Sem Comentários!

Não existem comentários ainda, mas você pode ser o primeiro a comentar esta notícia.

Deixe uma resposta

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *