Comitiva de Brusque apresenta plano de ação sobre clima na Alemanha

Workshop terminou nesta quarta-feira, 23, na Alemanha, e reuniu mais de 100 pessoas

alemanha 1
Coordenador do projeto em Brusque, Cristiano Olinger, apresentou as ações durante workshop internacional -
Crédito: Daiane Benso

Encerrou nesta quarta-feira, 23, em Karlsruhe, na Alemanha, a 4ª etapa do Workshop Internacional das Parcerias Municipais para o Clima, no qual a comitiva de Brusque participou. Durante os três dias de evento, o município, juntamente com o Distrito de Karlsruhe – parceiro no projeto – , apresentou o plano de ação elaborado durante os últimos 18 meses. Ao todo, mais de 100 pessoas de cinco países da América Latina e dez cidades alemãs integraram as atividades do programa.

Pensados a curto, médio e longo prazo, os planos de ação que trataram especificamente dos temas: energias renováveis e eficiência energética, mobilidade urbana, educacação ambiental, gestão de resíduos sólidos, tratamento de efluentes sanitários e contenção de cheias, contemplam desde a capacitação de profissionais até a implantação de um sistema de aluguel de bicicletas.

A importância do projeto, que visa principalmente o desenvolvimento de programas de ação para a mitigação e adaptação às mudanças climáticas, é de tamanha relevância para os países, que alguns dos temas trabalhados como “energias renováveis e eficiência energética”, já estão sob análise de recursos.

Além de discussões e palestras voltadas ao meio ambiente, durante o workshop aconteceu apresentação de estudos de casos de melhorias já realizadas por meio de ações do projeto. O logotipo da parceria de Brusque com o Distrito de Karlsruhe, desenvolvido por professores e alunos da Uniasselvi/Assevim, também foram mostrados aos participantes.

Um dos pontos fortes do evento foi a elaboração de uma carta, no qual todos os países terão a possibilidade de assinar e se comprometer com a mitigação climática mundial. Ainda foi cogitada a ideia da criação de uma semana mundial voltada ao tema.

O gestor executivo do Centro de Serviços para os Municípios em Um Só Mundo ( Engagement Global), Jens Kreuter, elogiou o projeto desenvolvido por Brusque e seu parceiro. Ele considerou a visão holística e multidisciplinar. Da mesma forma, Kurt Michael Baudach, também do Centro, parabenizou o logotipo criado, afirmando ser inovador e autoexplicativo, já que representa os seis temas de maneira dinâmica. “Conseguiu-se reunir nesta identidade todos os elementos que representam de fato o que é o projeto”.

O superintendente da Fundema e coordenador do projeto em Brusque, Cristiano Olinger, e a engenheira ambiental da pasta, Amabilly Schvambach, destacam que o workshop superou as expectativas. Segundo eles, a cidade teve a oportunidade de discutir mundialmente um tema tão necessário. “Para os funcionários públicos que trabalham para o município poder representar Brusque no mundo todo é gratificante.

Além disso, o mais importante para nós é saber que o trabalho desenvolvido durante estes meses não ficará apenas no papel, mas será concretizado e trará frutos para Brusque”.

A relações internacionais do Centro Universitário de Brusque (Unifebe), Ana Paula Bonatelli, lembra que todas as ações começam com um estudo, em que os professores podem desenvolver pesquisas. Ela afirma que o projeto também é uma grande oportunidade para os acadêmicos que desejam se inserir em programas de pesquisa na área de desenvolvimento urbano sustentável. Além disso, por meio da submissão de projetos e editais é possível captar recursos externos.

Metas para 2017

Foram definidas para o próximo ano atividades entre Brusque e o seu parceiro – o Distrito de Karlsruhe. Entre as principais metas estabelecidas está a de um estudo referente a análise de potencial solar dos tetos residenciais e públicos do município, diagnóstico sobre a viabilidade de implantação de ciclofaixas, inscrição de editais para fomento do plano de ação, substituição gradativa de iluminação pública com lâmpadas LED e postes com alta tecnologia e multifunções.

Projeto

50 Parcerias Para o Clima foi desenvolvido em Brusque por um Comitê Gestor, formado pela Unifebe, Fundema, Secretaria de Educação, Defesa Civil e Serviço Autônomo Municipal de Água e Esgoto (Samae). O projeto é executado em nome do Ministério Federal da Cooperação Econômica e do Desenvolvimento da Alemanha (BMZ) e conta com o apoio das confederações municipais da Alemanha.

Cristiano Olinger ( à dir), com Amabilly Schvambach ( segunda da esquerda para à direita) e Ana Paula Bonatelli ( ao seu lado) com os parceiros alemães / Foto: Divulgação

Cristiano Olinger ( à dir), com Amabilly Schvambach ( segunda da esquerda para à direita) e Ana Paula Bonatelli ( ao seu lado) com os parceiros alemães / Foto: Divulgação

Sem Comentários

Sem Comentários!

Não existem comentários ainda, mas você pode ser o primeiro a comentar esta notícia.

Deixe uma resposta

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *