Conheça as propostas dos candidatos a prefeito de Brusque para obras e saneamento

Saiba o que os candidatos à Prefeitura de Brusque propõem para estes temas, caso eleitos

candidatos a prefeito

Às vésperas da eleição municipal marcada para o dia 2 de outubro, o Município Dia Dia traz a penúltima parte da divulgação das propostas e as análises sobre os planos de governo dos sete candidatos à Prefeitura de Brusque.

Nesta edição, são dois temas: saneamento básico e distribuição de água; e obras de infraestrutura urbana. No primeiro caso, o município tem dois problemas proeminentes: a ausência de tratamento de esgoto, cuja implantação tem custos estratosféricos; e a dificuldade de aumentar a produção de água, devido ao represamento de investimentos nos últimos anos.

Na Secretaria de Obras, não obstante, a situação também não é das melhores. Com centenas de ruas a espera de reparos, falta orçamento e pessoal para atender a todos a contento. Saiba o que os candidatos propõem para esses dois temas.


Bóca Cunha (PP)

Bóca Cunha (PP)

Bóca Cunha (PP)

  • Iniciar os trabalhos de implementação da rede de saneamento para tratamento de esgoto sanitário em Brusque;
  • Fazer o prolongamento da avenida Beira Rio e melhorar a manutenção do atual canal extravasor;
  • Dar continuidade as obras do PAC e em todas as obras necessárias para garantir o escoamento das fortes chuvas que periodicamente assolam o município;
  • Criar equipes permanentes de tapa-buracos, em que a população possa indicar onde é necessário manutenção através das redes sociais, telefone ou WhatsApp;
  • Investir na infraestrutura de tratamento de água, fazendo o Samae mais eficiente, garantindo água de qualidade em todos os bairros.

Chico Cordeiro (PSOL)

Chico Cordeiro (PSOL)

Chico Cordeiro (PSOL)

  • Criar o Sistema Municipal de Saneamento Básico;
  • Construir estações de tratamento do esgoto por bacias hidrográficas;
  • Obras: o candidato informa que não criou uma sessão específica para obras em seu plano de governo pois entende que “devem fazer parte das questões básicas da administração pública. Tapar buracos, construir e reformar escolas, postos de saúde, pontes, entre outros tipos, devem fazer parte do que chamamos de serviços operacionais e devem fazer parte dos programas de estado, ou seja, serão feitos independentemente da vontade política do governo”.

Jadir Pedrini (PROS)

Jadir Pedrini (PROS)

Jadir Pedrini (PROS)

  • Construção de uma ponte no centro sobre o rio Itajaí-Mirim;
  • Continuidade das obras de construção da ponte do Rio Branco;
  • Construção de nova ponte na rua DJ-003 – Dom Joaquim;
  • Construção de nova ponte próximo à UBS Paquetá;
  • Continuação do prolongamento da avenida Bepe Roza (Beira-Rio), sentido bairro Santa Terezinha e Guarani;
  • Execução de obras de contenção das margens do rio Itajaí-Mirim;
  • Execução das obras de macrodrenagem nas bacias Felipe Schmidt, rua João Bauer; Nova Brasília (dois túneis); Poço Fundo – 1º de Maio; Santa Terezinha (rua 7 de setembro – próximo ao Stop Shop);
  • Continuação da execução de calçadas em todas as vias públicas;
  • Implantação de jardins em espaços públicos urbanos;
  • Manter, melhorar e ampliar a Usina de Asfalto;
  • Reforma do Galpão da Usina de Asfalto;
  • Implantar e fazer manutenção da pavimentação asfáltica em todos os bairros;
  • Melhorias na infraestrutura das estradas do interior e nos acessos às propriedades rurais;
  • Duplicação da rodovia Antônio Heil – trecho Municipalizado II e III;
  • Implantação de rotatórias no bairro Dom Joaquim, uma no acesso à nova ponte do Rio Branco e outra em frente à Igreja São Cristóvão, bem como no acesso à rua Nova Trento;
  • Ampliação da área de atendimento do cemitério Parque da Saudade;
  • Depósito de combustíveis do Horto e laboratório fitoterápico no Horto;
  • Projeto de reforma do telhado do Terminal Rodoviário;
  • Tiro de Guerra – reforma da cobertura e banheiros;
  • Construção do Centro Municipal de Astronomia e Ciências Naturais (Observatório) – Mont Serrat;
  • Aquisição de novos e modernos equipamentos para execução de serviços de infraestrutura (caminhões, retroescavadeiras, motoniveladoras e outros);
  • Buscar auxílio financeiro junto aos governantes federais e estaduais para execução e conclusão das obras de extrema necessidade para o município;
  • Implantação do Anel Viário no trecho rodovia Ivo Silveira – Antônio Heil;
  • Pavimentação das ruas Abraão Souza e Silva – estrada da fazenda; José Dubiela – Serrinha; João Vitorino Mafra – Cedro Grande; Bulcão Viana – Souza Cruz; Padre Antônio Eising – Rainha/Azambuja; Otaviano Rosa – Cedro Alto; Santa Cruz – Zantão; Alberto Muller; Alberto Pretti e Ribeirão Tavares; Evelina Morsch; João Batista e Silva; Poço Fundo; Estrada Geral do Moura; José Dada; Luiz Machado; João Vitorino Mafra; Otaviano Rosa; Bulcão Viana; Padre Antônio Eising; Francisco Sassi; Prof. Solange M. Gomes; Anna Heil; Osvaldo Heil; João XXIII; Vitor A. Gevaerd; Osvaldo Maffezzolli; Bruno Maluche; Dr. Olímpio de Souza Pitanga; Begônia; TC-010; TC-015; TC-018; Ribeirão do Meio; Tulipas; Augusto Bento de Melo; Reinaldo Wegner; Pastor Sandresky; Guilherme Niebuhr; Gustavo Krieger; Rodolfo Tietzmann; Sebastião Belli; Humberto Matioli; Melchior Heil; Carlos Appel; Rua Nova Trento (conclusão);
  • Implantação, limpeza, reforma e revitalização de praças e ATI’s:
  • ATI Bateas – projeto novo; ATI Rio Branco – ao lado da UBS; ATI Santa Rita (Igreja); praça Barão de Schneeburg – revitalização; praça do Bateas – projeto novo; praça próximo à sede do Corpo de Bombeiros; praça Prefeito José Celso Bonatelli – revitalização; praça da rua Adelaide Fischer;
  • Implantação de nova Estação de Tratamento de Água na Cristalina;
  • Implantação de estação de tratamento de esgoto do município;
  • Implantação de novos reservatórios de água;
  • Implantar a perfuração de poços artesianos no interior do município;
  • Promover a substituição dos hidrômetros mais velhos por novos e modernos para diminuir as perdas e ter uma leitura do consumo mais efetiva;
  • Substituição de todas as manilhas de amianto.

Gustavo Halfpap (PT)

Gustavo Halfpap (PT)

Gustavo Halfpap (PT)

  • Concluir todas as obras do Programa PAC Macrodrenagem;
  • Iniciar a implantação da rede, coleta e tratamento do esgoto sanitário;
  • Construção de reservatório para 5 milhões de litros na região de Águas Claras/Paquetá/Rainha;
  • Construção de reservatório para 2,5 milhões de litros na região da Cerâmica Reis/Steffen/Bateas;
  • Implantação de mais uma estação de tratamento de água para a região central;
  • Realizar estudo de viabilidade de implantação de estação de tratamento de água na região de Cristalina;
  • Ampliação do diâmetro da rede de abastecimento de água da região de Dom Joaquim;
  • Implantação de novas redes de água e finalizar a substituição de redes de amianto;
  • Seguir implementando a Avenida Beira Rio, até os limites com o município de Itajaí e também no sentido oposto, em direção ao bairro Jardim Maluche;
  • Iniciar a construção do Anel Viário de Integração, promovendo a implantação dos primeiros 10 Km da nova via pública, iniciando com a ligação entre rodovia Ivo Silveira e Antônio Heil e seguindo em direção à área industrial do bairro Limeira, interligando com Rua Alberto Muller (via de acesso a Camboriú).
  • Construção de nova ponte no Centro, nas imediações do atual kartódromo municipal;
  • Dar prosseguimento e finalizar a duplicação do trecho municipalizado da rodovia Antônio Heil.
  • Retomar a pavimentação das vias e construção de passeios, contratados e encaminhados, respectivamente, através do PAC Pavimentação I e II, com parceria comunitária, a saber:
  • Rua da Serrinha (Tomaz Coelho), rua Alberto Muller, até divisa com Camboriú (Limeira Alta), rua LI 20 (Ribeirão Tavares), ruas José Dada, João Batista e Silva, João Vitorino Mafra e Otaviano Rosa (Bairro São João); ruas Evelina Morsch e Frederico Petrusky (ligação com Guabiruba pela rua Axel Krieger); ligação rua Santa Cruz x Zantão (Águas Claras), rua Abraão Souza e Silva (Fazenda), Serra do Moura (trecho de Brusque), Estrada Geral do Poço Fundo, a partir da Igreja Católica (Poço Fundo), ruas Luiz Maffezzolli, Ângelo Tomasi, 24 de julho e Tancredo Neves (Limeira);
  • Repavimentação das ruas 7 de Setembro e Santos Dumont (Santa Rita e Santa Terezinha) e Otto Renaux (São Luiz);
  • Prosseguir com o programa Tapete Preto, em parceria com a comunidade, promovendo asfaltamento, concretagem ou lajotamento em vias não pavimentadas;
  • Revitalizar a travessa Guilherme Krieger e outras vias, em parceria com a comunidade;
  • Buscar garantir junto ao governo do Estado a duplicação da rodovia Ivo Silveira;
  • Concluir a implantação da Vila Germânica, no bairro São Pedro, em Brusque;
  • Construir rotatória no bairro Dom Joaquim, defronte à igreja católica;
  • Implantação de nova drenagem e pavimentação asfáltica da rua Padre Antônio Eising;
  • Implantação de nova drenagem e pavimentação asfáltica da rua Bulcão Viana;
  • Implantação de nova drenagem e pavimentação asfáltica no trecho da rua Augusto Klapoth entre o bairro Águas Claras e a entrada do bairro Zantão.

Jones Bosio (DEM)

Jones Bosio (DEM)

Jones Bosio (DEM)

  • Concluir a obra da macrodrenagem da bacia da Nova Brasília;
  • Fazer a macrodrenagem que dá início na Ponte do Bombeiro, passando pela Barão do Rio Branco, entrando na João Bauer com a caixa coletora na Otto Renaux, na Felipe Schimdt;
  • Macrodrenagem do Hospital Azambuja até o bairro Rainha;
  • Pavimentação e macrodrenagem da Bulcão Viana;
  • Pavimentação da Estrada da Fazenda (bairro Volta Grande);
  • Pavimentação Limeira até divisa com Camboriú;
  • Prolongamento da pavimentação do Cedro Alto;
  • Prolongamento da pavimentação do Ribeirão do Mafra;
  • Pavimentação das diversas ruas de Brusque em parceria com a comunidade;
  • Revitalizar a praça Barão de Schneeburg;
  • Conclusão da avenida Beira Rio em todas as frentes;
  • Elaborar e aprovar o novo Plano de Saneamento do Município, em conjunto com o Samae;
  • Eliminação total da rede de amianto, pelo Samae;
  • Construção da estação de tratamento de água no Bairro Cristalina;
  • Construção de reservatório no bairro Águas Claras, no volume de 1 milhão de litros;
  • Construção de rede levando até a divisa de Itajaí.

Dr. Jonas (PSB)

Dr. Jonas (PSB)

Dr. Jonas (PSB)

  • Continuação da Beira Rio – projeto de contenção de cheias;
  • Construção da ponte da Cristalina;
  • Construção da ponte próximo ao Loteamento Ema;
  • Construção de ponte na área central – próximo ao pavilhão da Fenarreco, por meio de parcerias com o estado e a união;
  • Fazer pavimentações em asfalto, lajota, concreto, valorizando os bairros e dando prioridade para as vias de terra;
  • Construção da nova adutora na Cristalina, maior que a central;
  • Reformulação da rede de distribuição de água;
  • Ampliação da capacidade de coleta, tratamento e distribuição.

Odirlei Dell’Agnolo, o Bah (SD)

Odirlei Dell'Agnolo, o Bah (SD)

Odirlei Dell’Agnolo, o Bah (SD)

  • Implementar o sistema de esgoto na cidade;
  • Aproveitar e aprimorar o potencial técnico científico dos próprios servidores do Samae para desenvolver políticas públicas na área do abastecimento público de água e do esgoto sanitário;
  • Melhorias no tratamento, captação de água, proteção de nascentes e encostas, rios e ribeirões;
  • Análise e retomada do projeto do anel viário.

Município Analisa

  • Pontes e mais pontes
    .
    Os candidatos Dr. Jonas, Gustavo Halfpap e Jadir Pedrini propõem a construção de novas pontes, tarefa de imensa dificuldade financeira e política no município. Dr. Jonas fala em três pontes, Gustavo em uma e Jadir em quatro pontes novas. Somente a ponte do Centro, citada por todos, custaria a bagatela de R$ 25 milhões, pelos cálculos da prefeitura, o que não poderia ser bancado sem recursos de fora.
    .
    Vale lembrar, ainda, que no caso de Pedrini e Dr. Jonas, vereadores ligados ao seu grupo político, por situações de caráter partidário, votaram contra o pedido de financiamento para a ponte do Centro, portanto, é incoerente que esta obra conste no plano de governo deles.
    .
  • Investimentos represados
    .
    A maior parte dos candidatos fala em implantar uma nova captação de água na localidade de Cristalina, mas nenhum deles têm proposta concreta para destravar os investimentos da autarquia, sempre ligados ao comando político.
    .
    Há três anos que a agência reguladora pega no pé do Samae por não fazer os investimentos previstos no plano de saneamento. Isso acontece, basicamente, porque a cada troca de governo os planos do Samae mudam de direção.
    .
    A Estação de Tratamento de Águas (ETA) do Centro, para o qual a gestão Paulo Eccel reservou R$ 6 milhões no caixa da autarquia, foi cancelada pelas gestões seguintes, que não executaram um plano B. Com isso, os reajustes das tarifas também se mantém congelados, reduzindo o caixa da autarquia.
    .
  • Saneamento em destaque
    .
    O início do saneamento básico em Brusque parece ser unanimidade entre os candidatos. Pela primeira vez o tema é tratado com a devida importância. No entanto, poucos são os que indicam qual será o modelo de implantação: totalmente público, privado ou com parceria público-privada. De qualquer forma, haverá grande impacto financeiro e na rotina da cidade, já que as obras exigem que as ruas sejam abertas. Além disso, o projeto esbarra na falta de recursos. Até mesmo o governo federal fechou as torneiras.
    .
  • Falta força
    .
    Boa parte dos postulantes à prefeitura cita como fonte de financiamento de suas obras os governos federal e estadual. No entanto, nos últimos anos, o que se vê é uma grande falta de força política para conseguir dinheiro de fora. O próprio prolongamento da Beira Rio, por exemplo, precisou de uma via sacra até o Badesc para conseguir a liberação de míseros R$ 4 milhões. Cidades menores que Brusque conseguiram recursos do Badesc em bem menos tempo. Quem for eleito, portanto, precisará de uma atitude diferente para atuar junto aos outros entes federativos. A continuar como está, os recursos começarão a ser liberados já no fim de mandato, sem tempo para iniciar obra nenhuma.

2 Comentários

  1. Avatar
    Zeca Tatoo setembro 29, 2016

    COMÉDIA, SÓ PODE, OU FALTA DE ASSESSORES COMPETENTES: Além do óbvio, construir ponte sobre um rio, todos atiraram para a SAMAE (depois que alguém avisou que a Organização Mundial da Saúde considera uma Estação de Tratamento de Água, uma galinha de ovos de ouro para qualquer governo – http://www.douradosnews.com.br/brasil-mundo/a-importancia-do-tratamento-da-agua-para-a-saude-publica )
    vejamos:

    Bóca Cunha (PP) – Investir na infraestrutura de tratamento de água, fazendo o Samae mais eficiente, garantindo água de qualidade em todos os bairros;

    Chico Cordeiro (PSOL) – Criar o Sistema Municipal de Saneamento Básico; (???) não existe estação de saneamento em Brusque?

    Jadir Pedrini (PROS) – Construção de uma ponte no centro sobre o rio Itajaí-Mirim; (deixa quieto)

    Gustavo Halfpap (PT) – Iniciar a implantação da rede, coleta e tratamento do esgoto sanitário; ( ” Halfpap, entretanto, diz que não vê tanta influência política na autarquia.” (sic) http://municipiomais.com.br/candidato-a-prefeitura-de-brusque-pelo-pt-gustavo-halfpap-explica-suas-propostas/ )

    Jones Bosio (DEM) – Elaborar e aprovar o novo Plano de Saneamento do Município, em conjunto com o Samae; (mais do mesmo, visto que até ex técnicos da SAMAE participaram da elaboração do plano diretor – Novo Plano, nem está obsoleto ainda o recém elaborado!)

    Dr. Jonas (PSB) – Reformulação da rede de distribuição de água; (Editou, selecionou, copiou e colou, de novo.)

    Odirlei Dell’Agnolo, o Bah (SD) – Implementar o sistema de esgoto na cidade; (não existe ainda?)

    CONCLUSÃO: ESQUECERAM um PONTO PRIMORDIAL E DE SAÚDE PÚBLICA (leiam jornais ao menos os daqui, senhores candidatos)
    - A limpeza da tubulação pela autarquia SAMAE, em sistemas de captação de água, deveria ser anual, e não mais ultrapassará 13 anos de espera. ERGH. (http://municipiomais.com.br/apos-mais-de-13-anos-samae-limpa-tubulacao-de-captacao-de-agua-do-bairro-guarani/

    Como diria o Leão da Montanha, o personagem da Hanna-Barbera : SAÍDA PELA ESQUERDA, rumo ao ostracismo! Dá tempo, …

  2. Avatar
    Croeley M Blavstsky setembro 30, 2016

    Depois dessa Jeca Tatoo ,estou convencido que o poder cega. Chega a beirar a comédia pastelão, tamanho despreparo politico desses Titereiros para com o jeito de manipular seus fantoches/candidatos.
    Sabe quando vc vê uma pessoa e acha ela incrível, porém depois que ela abre a boca você enxerga um oco. Foi isso que aconteceu comigo. Comecei torcendo por um “super herói” e acabei descobrindo que ele nunca existiu, abriu a boca e perdeu o encanto.
    Ainda bem que temos esse poder de percepção.

    Só falta agora, nas próximas eleições abrir as cortinas que existem por trás de um palco, os bastidores. Aí mesmo que a “manada marcada e “feliz” vai avançar com tudo contra seus Titereiros e fantoches que aceitam tal papel. E assim será! Um furdunço!

    #VaiBrasil! ??? Pra onde???

Deixe uma resposta

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *