Defesa Civil abre licitação para construção de estrada de acesso à futura Barragem de Botuverá

Obra viária deve ser executada simultaneamente ao projeto de contenção do rio Itajaí-Mirim

barragem2 copiar (Copy)
Intenção da Defesa Civil é iniciar as duas obras juntas -
Crédito: Arquivo Município

A Defesa Civil de Santa Catarina abriu processo licitatório para definir a empresa que fará o projeto de engenharia para as obras de implantação e melhorias da estrada geral do bairro Areia Baixa, com extensão aproximada de 7,2 km, em Botuverá. O local dará acesso à área onde será construída a barragem de Botuverá. O edital foi aberto na semana passada e a abertura dos envelopes com as propostas está marcada para o dia 4 de janeiro.

O secretário de estado da Defesa Civil, Rodrigo Moratelli, afirma que uma nova estrada terá de ser feita por cima do morro, fora da área onde será o reservatório da barragem. “Isso precisa ser feito porque quando a barragem estiver cheia, não irá comprometer o acesso ao local”.

A empresa vencedora da licitação terá de fazer toda a topografia da área, além de verificar todas as licenças necessárias para a obra. “O que eu posso fazer e que não está vinculado a essa situação do ICMBio e do licenciamento ambiental está andando”, diz.

Moratelli diz que a intenção da Defesa Civil é iniciar as duas obras – barragem e estrada – juntas. “Tecnicamente, só vamos usar o lago quando a barragem estiver pronta, então até lá, a estrada pode ser produzida. Claro que quanto antes a estrada ficar pronta, mais fácil a comunidade poderá ter outro caminho de acesso. A nossa meta é acabar as duas obras juntas”.

Depois que a nova estrada for construída, o secretário diz que a antiga será desativada. “Não tem porquê fazer a manutenção de duas estradas, é mais complicado. Essa área interna do reservatório vai ser compensação para o ICMBio, vai ficar para o parque”.

Novo presidente do ICMBio é nomeado

Moratelli também informou ao Município Dia a Dia que o novo presidente do Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio) foi nomeado na semana passada pelo governo federal.

O oceanógrafo Ricardo José Soavinski assume o comando do órgão ambiental no lugar de Rômulo Mello, que morreu no começo do mês de outubro. Com o novo presidente nomeado, o secretário da Defesa Civil espera que a situação do licenciamento ambiental para a construção da barragem se resolva.

Moratelli já tem uma reunião pré-agendada para o dia 29 de novembro, em Brasília, para tratar sobre o assunto. No entanto, ele quer antecipar a data para dar mais celeridade ao processo. “Ainda não sei se essa agenda que tenho em Brasília é para assinar o termo para liberar o licenciamento ou se é apenas para conversar. Acredito que a assinatura leve um pouco mais de tempo até porque o presidente ainda tem que se inteirar sobre o assunto. Pelo menos, já temos a pessoa que pode assinar o termo”.

Sem Comentários

Sem Comentários!

Não existem comentários ainda, mas você pode ser o primeiro a comentar esta notícia.

Deixe uma resposta

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *