Empresas de Brusque trabalham desde agosto na produção de trajes típicos para Fenarreco

Trajes de Fritz ou Frida podem ser encontrados em vários modelos e variam de R$ 90 a R$ 400

Traje típico 1 (Copy)
Trajes típicos aumentam em mais de 150% as vendas no Ateliê da Gê -
Crédito: Daiane Benso

Com o início da 31ª Festa Nacional do Marreco, a Fenarreco, as empresas especializadas em confeccionar trajes típicos de Fritz e Frida trabalham intensamente para atender a demanda dos clientes de Brusque e região.

As lojas oferecem trajes de diversos tamanhos e cores, além de detalhes inovadores. Na Splendore, no Centro, por exemplo, são disponibilizadas há 12 anos roupas no segmento feminino e masculino, adulto e infantil. Há tecido de camurça, veludo, brim e bordados.

Também têm acessórios como tiaras, pentinhos e chapéus. No Ateliê da Gê, no Centro, são vendidos trajes apenas para adultos (homens e mulheres). O tecido é oxford, pois é mais resistente e acessível. As peças são confeccionadas com aplicações de flores de feltro, bordados de sianinha e viés estampados com bordado inglês.

Na Gataizzibida, na rodovia Antônio Heil, são comercializados trajes feminino e masculino, adulto e infantil. Há três modelos diferentes: colete, saia, avental e blusa; vestido e corselete com saia. Na Tere Modas, no Santa Terezinha, os trajes são mais tradicionais, mas também há os bordados. O diferencial é que o cliente pode escolher a peça sob medida.

Saia modelo godê é uma das peças mais solicitados pelas clientes no Ateliê da Gê / Foto: Daiane Benso

Saia modelo godê é uma das peças mais solicitados pelas clientes no Ateliê da Gê / Foto: Daiane Benso

A proprietária da loja, Tereza Luiza Bianchi, conta que há 15 anos produz os trajes e que de um dia para o outro é possível entregar uma encomenda. Segundo ela, a produção iniciou em agosto e já foram vendidos mais de 170 trajes masculinos e 200 femininos. Os clientes da Tere Modas são de vários locais do país, mas principalmente de Joinville, São Paulo e Rio Grande do Sul. “As festas de outubro nos dão uma ótima renda extra. Juntamente com as festas de junho e julho é a melhor época para o comércio”.

A costureira e proprietária da Gataizzibida, Vera Lucia Machado, afirma que a empresa está dando conta da demanda. Ela diz que a procura começou em agosto e se intensificou em setembro. Até agora, já foram vendidos mais de 300 trajes, porém, a proprietária acredita que deve chegar a 400, mesmo número do ano passado. “É um momento muito bom para nós, já que também vendemos para atacados de Blumenau. Em alguns dias chegamos a fazer 18 trajes”, conta.

A costureira e proprietária do Ateliê da Gê, Geide Teixeira Schutz, afirma que as festas de outubro, principalmente a Fenarreco e a Oktoberfest, em Blumenau, são responsáveis por quase triplicar as vendas. “A festa é para as famílias de todas as origens, pra nós não tem período melhor, vendemos para jovens, idosos, de Lages, Ceará, temos até clientes da Alemanha”.

Geide diz que um dos diferenciais para o número expressivo das vendas é o modelo godê, em que as saias não são franzidas, ou seja, deixam as mulheres com menos volume na cintura. “As clientes adoram e indicam para outras. Já vendemos, contando todos os modelos, mais de 230 trajes desde agosto”.

Na Splendore, segundo a sócia-proprietária Zita Gianesini Bado, o que diferencia a loja é a possibilidade de locação dos trajes. Hoje, 80% das peças são locadas pelas famílias, já que são disponibilizados peças no segmento adulto e infantil, feminino e masculino. “Muitos clientes preferem locar pois podem usar um modelo diferente a cada ano”. Para Zita, as festas de outubro são um nicho que movimentam muito a economia de Brusque: “Não só do meu estabelecimento, mas da cidade como um todo”.


Preços

Na Tere Modas, os trajes femininos são vendidos entre R$ 100 a R$ 250. O masculino custa R$ 139, já a linha infantil varia de R$ 80 a R$ 150. Na Gataizzibida, o preço é único: R$ 100 para trajes adultos e R$ 50 infantil. No Ateliê da Gê, o traje feminino custa de R$ 90 a R$ 160 (saia, corcelete, blusinha e colete) e o masculino (calça com suspensório, sem a camiseta) R$ 105. Na Splendore, a locação do traje adulto custa entre R$ 49 a R$ 200, do infantil de R$ 29 a R$ 80. Já para venda, os trajes custam o dobro da locação, tanto para adulto como infantil.


Fritz e Fridas de graça até as 21h

Quem for curtir a 31ª Fenarreco caracterizado com traje típico completo, entrará de graça até as 21 horas. Após esse horário, será cobrada meia entrada (R$ 5).

Desfile

O tradicional desfile de abertura da festa será realizado amanhã, na avenida Cônsul Carlos Renaux, a partir das 18h30. Serão 132 grupos, totalizando aproximadamente quatro mil pessoas. A concentração para o desfile ocorre a partir das 17h.

Sem Comentários

Sem Comentários!

Não existem comentários ainda, mas você pode ser o primeiro a comentar esta notícia.

Deixe uma resposta

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *