Essa tal Felicidade…

ilustração Gislaine

Há algumas semanas, estive na abertura do 1º Congresso Internacional de Felicidade para conferir a palestra do Sri Prem Baba, líder espiritual e responsável pelo movimento Awaken Love, que veio falar sobre Propósito e Felicidade. O local, Ópera da Arame em Curitiba, o dia, um tanto frio e nublado, mas que esquentou com as carinhosas palavras e energia intensa de amor espalhadas pelo Prem Baba. O começo do Congresso não poderia ter tido melhor escolha.

Felicidade, que segundo uma de muitas definições é estado de uma consciência plenamente satisfeita, contentamento, bem-estar; é um assunto importante e ganhou até um Congresso Internacional. O imaginário coletivo nos diz que todos devemos ser felizes, assim viver se torna um exercício constante de perseguição a Felicidade.

Mas o que é essa tal Felicidade segundo o Sri Prem Baba? Ele nos diz que a Felicidade não está fora e não pode depender de condições para acontecer, que ela deve emanar do nosso interior, num movimento de dentro para fora, pois note, ele diz que ela é um meio de transporte, o qual digamos, azeita a nossa existência. Mas como cultivar essa felicidade interior? Não existe receita, existe é trabalho e ele nos diz que a chave esta na prática do silenciar a mente, isolar ruídos e assim acessar o nosso eu, como ele nos diz, acessar o livro da vida, mas que não basta acessá-lo, é preciso lê-lo, pois é necessário que nos conheçamos a nós mesmos.

Ele nos cita três aspectos/práticas importantes para alcançar a tão desejada Felicidade: é preciso tomar a vida pelas próprias mãos, assumindo assim a Auto Responsabilidade, do eu sou responsável pelo que crio e se crio problemas, também posso e devo criar as soluções; exercitar e ampliar a capacidade de doação e de amar, num movimento de Perdoar e Agradecer, abrindo o coração e formando um circulo virtuoso de dar e receber, pois reclamar não ajuda, mas a gratidão abre portas, pois ela é uma das dimensões do Amor; e cultivar o Silêncio Interior, silenciando a mente, acalmando os sentimentos, pois Você Está Onde Se Coloca e que a lei da mente é: o Pensamento Cria e o Sentimento Atrai.

Sob estes três singelos e importantes aspectos costuramos o conhecimento e vamos tecendo a ação, num vai e vem de práticas que nos levam ao objetivo de conhecermos cada vez mais quem somos e como lidamos em cada situação no nosso dia a dia, e dessa forma torna-se lindo descobrir que somos inteiramente os únicos responsáveis por quem somos e pelo que construímos.

E você, que tipo de construção deseja para a sua vida?

Toda mudança é sempre possível e podemos construir “puxadinhos” em nossa existência que vão nos gerando cada vez mais Felicidade interior, que emana no exterior, pois na vida, nada é estático e está mudando o tempo todo, portanto, se não está satisfeito, a oportunidade é agora: crie, faça e sinta a diferença! Ah, e se precisar, derrube tudo e comece de novo, pois não há limites, além daqueles que auto impomos.

Vá, viva e seja genuinamente feliz!

 

avatar gislaine

 

Gislaine Bremer – consultora e especialista em mapeamento de ciclos

1 Comentário

  1. Avatar
    Louis Lux dezembro 23, 2016

    Meu corpo físico/astral, literalmente produziu adrenalina com seu texto.
    Não é fácil ser mestre e senhor de si mesmo, mas para isso existe um caminho a ser descoberto e percorrido dentro de nós, e bem lapidado todos os dias, em qualquer situação – O caminho do meio, do dual…

    Agradeço ao UNIVERSO sua partilha!

    Paz & Bençãos à todos!

    p.s.: iria faltar na academia hoje, já mudei de ideia.

Deixe uma resposta

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *