Fenarreco recebe policiais de outras cidades para reforçar segurança

Dez policiais de Concórdia e São José atuam durante a semana e mais 15 de Blumenau de sexta a domingo

PM na Fena (Copy)
Polícia Militar atua especialmente na parte externa do pavilhão de eventos -
Crédito: Márcio Costódio/Arquivo Município

A 31ª Festa Nacional do Marreco, a Fenarreco, conta com um esquema de segurança diferenciado. Para este ano, o 18º Batalhão de Polícia Militar de Brusque recebeu um reforço no efetivo. Segundo o comandante, tenente-coronel Moacir Gomes Ribeiro, durante todo o evento, seis militares de Concórdia, no Oeste catarinense e quatro de São José, na Grande Florianópolis, compõem o quadro policial. Além deles, durante os fins de semana, mais 15 alunos do curso de formação de soldados de Blumenau auxiliam na segurança da festa.

O motivo da solicitação de reforço neste período, conforme informações do comandante, é pelo fato do efetivo de Brusque não comportar mais um policiamento suficiente para o porte da Fenarreco. “Ainda mais por ser uma época em que temos uma maior intensidade de turistas na cidade”, comenta.

Com os policiais extras, os militares que ficam no batalhão de Brusque conseguem manter a escala de trabalho, com policiamento ostensivo por todo o município, sem deixar nenhuma área sem atendimento.

O comandante informa que a estratégia de trabalho da PM para a Fenarreco é voltada, principalmente, para a área externa da festa, como estacionamentos e avenida Beira Rio. Passado o primeiro fim de semana do evento, o balanço da polícia é positivo. “Tivemos apenas um furto de veículo na quinta-feira, 6, e alguns problemas com consumo de drogas por adolescentes e jovens. Mas foram bem poucas as ocorrências”, afirma.

Como a Fenarreco é considerada uma festa familiar, o tenente-coronel ressalta que costuma ter menos ocorrências graves como em outros eventos. Por isso, também optaram pela segurança nos arredores do pavilhão. “Na parte interna da festa nós damos apoio à segurança privada. Mas também, em alguns momentos fizemos o policiamento rodante, para observar possíveis anormalidades”.

Lei Seca

Durante a 31ª edição da festa, a PM também realiza a Operação Lei Seca, para coibir que os motoristas dirijam após ingerir bebidas alcoólicas. A primeira fiscalização ocorreu na noite de sábado, 8, e mais duas também estão programadas para os próximos dias. “Mas, felizmente, também não tivemos muitos casos. As pessoas já estão mais conscientes e têm se contido bastante”, comemora Gomes.

Além da presença da Polícia Militar, a Civil também levou uma delegacia móvel para a festa. Um policial fica no local para auxiliar os festeiros durante alguma ocorrência, além de realizarem o boletim de ocorrência no local. Com isso, não é necessário o deslocamento até a delegacia e a demanda de trabalho é dividida.

Avaliação da festa

Na tarde de ontem, o secretário de Turismo e vice-prefeito Rolf Kaestner se reuniu com representantes das polícia Militar e Civil, Guarda de Trânsito e da empresa Minister, responsável pela segurança da festa, para avaliarem o primeiro fim de semana do evento.

“Recebemos um alto número de visitantes e foram registradas apenas algumas ocorrências, sem grande relevância. Nossa reunião foi também para dar continuidade ao trabalho e para que os próximos dias transcorram com tranquilidade, como foram os primeiros”, ressaltou Kaestner.

Sem Comentários

Sem Comentários!

Não existem comentários ainda, mas você pode ser o primeiro a comentar esta notícia.

Deixe uma resposta

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *