Floripa Têxtil bate o atual campeão Poço Fundo e é finalista do Municipal de Futsal

Equipe venceu por 3 a 2 em jogo que teve confusão e agressão de árbitro e agora faz final com Cia do Esporte

O Floripa Têxtil é finalista do Campeonato Municipal de Futsal de Brusque. Para passar na semifinal, a equipe enfrentou nada menos que os atuais campeões do Poço Fundo, pelo placar de 3 a 2.  Em jogo pegado, repleto de jogadas ríspidas e muita reclamação, prevaleceu a organização da equipe de branco diante da velocidade dos atletas de azul. A partida foi marcada também por confusão e agressão de árbitro.

Agora, o Floripa enfrenta o Cia do Esporte na grande final. O time passou pelo União na semifinal. No tempo regular, as equipes empataram em 2 a 2, mas o Cia avançou nos pênaltis com três cobranças convertidas contra duas. A decisão está marcada para terça-feira, 11.

 

Gol relâmpago 

 

O placar foi aberto mais rápido do que se esperava. Apesar do Poço Fundo começar pressionando a marcação adversário, em um lance Éder colocou a bola lá dentro. Ele recebeu na esquerda e conseguiu rolar devagarinho para as redes. Na sequência, o goleiro Luciano precisou trabalhar bem no chutaço de Marcelo que ele defendeu no cantinho. Minutos depois, Éder e Luciano se desentenderam e precisaram ser separados pelo árbitro.

O Poço Fundo começou a  reagir, principalmente com Jeffinho e seus chutes certeiros. Nos chutes cruzados ele quase marcou duas vezes na sequência. Pouco depois instaurou-se a confusão em quadra  graças a uma marcação de falta de Rafael dos Santos o qual o Poço Fundo não concordou. Depois que tudo se acertou, um lance chamou a atenção. Cristiano, do Poço Fundo, acertou chute à queima-roupa que Murilo defendeu com maestria. Minutos depois, o primeiro tempo foi encerrado.

 

Confirmação

 

Assim como no primeiro tempo, o Floripa marcou nos minutos iniciais. O experiente Dunke foi o responsável por balançar as redes. Ele recebeu bola na direita, arriscou o chute mas a bola foi defendida. No rebote, contudo, ele conferiu para as redes: 2 a 0. Jeffinho continuou na tentativa de da a resposta e chutou uma bola que passou muito perto do gol.

A partida pegou fogo depois que Gideon arriscou chute de longe e Murilo aceitou. O 2 a 1 deixou tudo aberto com muito tempo de jogo ainda. Foi o Floripa, contudo, que teve as melhores chances sequenciais, inclusive com uma bela deixadinha de Éder de calcanhar para Marcelo quase marcar.

Correndo atrás do empate, Luciano começou a jogar como líbero para o Poço Fundo. No entanto, o tiro saiu pela culatra: Marcelo aproveitou que o goleiro desprotegeu as traves e acertou de primeiro um chute que cruzou as duas áreas e foi morrer no gol. A vantagem de dois gols, contudo, não durou muito, porque pouco depois da saída de bola Cristiano descontou. O Poço continuou pressionando e chegou perto em muitas oportunidades, mas acabou derrotado enquanto o Floripa soltou o grito na Arena Brusque.

 

 

 

Sem Comentários

Sem Comentários!

Não existem comentários ainda, mas você pode ser o primeiro a comentar esta notícia.

Deixe uma resposta

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *