Homem é condenado a 11 anos de prisão por tentativa de homicídio

Madson Emanuel da Silva Cardoso foi julgado na sexta-feira, em Júri Popular

Juri 3

A Justiça condenou, na sexta-feira, 25, Madson Emanuel da Silva Cardoso a 11 anos de prisão em regime fechado pelo crime de tentativa de homicídio e porte ilegal de arma de fogo.

O crime ocorreu no dia 25 de maio de 2015, mas ele foi preso apenas no dia 24 de setembro do mesmo ano, durante um cumprimento de mandado de prisão.

Cardoso era acusado de tentar matar Alencastro da Conceição Santos e David Silva Bernardo, no bar do Paulinho, no bairro Steffen.

Durante a prisão, o homem confessou o crime ao delegado Alex Bonfim Reis. Ele ainda levou os policiais em sua casa e entregou o revólver calibre 32, com três munições.

A intenção inicial de Cardoso era matar Santos, por desentendimentos anteriores relacionados à época em que cumpriam pena juntos na Bahia.

Na data do crime, o acusado foi até o bar e assim que a vítima saiu do banheiro fez três disparos em direção ao rosto.

Neste momento, ele se desentendeu com Bernardo, que também estava no local, e atirou contra ele também.

Porém, o Conselho de Sentença absolveu o réu quanto à tentativa de homicídio contra Bernardo. Mas, condenou Cardoso pela tentativa de morte contra Santos.

Foi negado ao homem o direito de recorrer em liberdade, por isso ele se mantem recolhido no Complexo Penitenciário do Vale do Itajaí.

Sem Comentários

Sem Comentários!

Não existem comentários ainda, mas você pode ser o primeiro a comentar esta notícia.

Deixe uma resposta

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *