Homem é encontrado morto dentro de casa toda revirada e com móveis quebrados

Ticiano Bahia de Assis, 28 anos, era usuário de drogas, segundo a esposa

-
Crédito: Levi de Oliveira

Na tarde deste sábado, 12, por volta das 14h, um homem foi encontrado morto dentro de sua residência, na rua Manoel Raimundo, bairro Batêas, em Brusque. Próximo à vítima, identificada como sendo Ticiano Bahia de Assis, 28 anos, tinha muito sangue e a residência estava toda revirada e com os móveis quebrados.

O Corpo de Bombeiros foi acionado inicialmente e comprovou o óbito, acionando posteriormente a Polícia Militar e o Instituto Geral de Perícias (IGP). Segundo informações colhidas pela polícia no local, Assis era casado, mas estava se separando da esposa que optou em voltar para a casa dos pais.

A mulher de Assis foi quem o encontrou caído, de bruços, já sem vida. Ela relatou que ele era usuário de drogas e pode ter ocorrido uma briga no interior do imóvel, tendo em vista os estragos causados. Vizinhos ouviram na noite de sexta-feira, 11, barulhos no interior da residência que indicavam uma briga e também perceberam a voz de uma mulher.

O IGP não informou as causas da morte, mas disseram apenas que uma perícia médica pode apontar as causas da morte. Entre os materiais coletados pela perícia estão medicamentos controlados que a vítima ingeria.

A esposa, que dormiu na casa dos pais após mais uma briga, afirmou que não deixava Assis com dinheiro para evitar que ele consumisse droga. No entanto, nesta sexta-feira ele teria pedido dinheiro emprestado a um vizinho e pode ter adquirido cocaína.

O corpo foi encaminhado para o Instituto Médico Legal (IML) de Brusque e após passar pelo médico perito deve ser liberado para o sepultamento. A família do rapaz reside toda na Bahia. O caso deverá ser investigado também pela Polícia Civil.

2 Comentários

  1. Avatar
    Cristiano dos Santos Lopes novembro 16, 2016

    Solicito e reitero o pedido dos familiares de retificarem a estúpida descrição da vítima, como usuário de drogas e vítima do tráfico, que inclusive os senhores respaldam como informação prestada pela esposa, PORÉM ELE NUNCA FOI CASADO!

    Saliento que as providências judiciais serão providenciadas em momento oportuno, de forma ainda mais severa se não tiverem a sensibilidade de atender ao pleito.

    Sugiro que chequem as informações em momento anterior ao de propagação de absurdos. A vítima tem familiares, que quando consultam o nome da mesma em busca de informações deparam-se com o conteúdo irresponsável deste sítio eletrônico.

    Cristiano Lopes
    Advogado – OAB/BA – 28.010

    • Avatar
      Redação novembro 16, 2016

      Olá, Cristiano. Você tem um e-mail para contato?

Deixe uma resposta

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *