Hospital e Maternidade anuncia fechamento das UTIs adulta e neonatal

Parte dos serviços foi interrompido neste domingo, 30; pronto-atendimento deixará de atender à noite

hospital
-
Crédito: Marcelo Reis

A direção do Hospital e Maternidade de Brusque (HEM) confirmou rumores que surgiram no fim da última semana e anunciou que a instituição não oferecerá mais os serviços de UTI adulta e neonatal.

Em ofício divulgado para o Ministério Público de Santa Catarina, a direção do hospital informa a interrupção dos serviços de UTI neonatal, a partir de 17 de novembro, por força de comunicado feito pela empresa terceirizada que cuida do serviço, a qual solicitou o encerramento das atividades.

O serviço vinha sendo oferecido desde agosto de 2014. As informações constam em comunicado assinado pelo diretor técnico Cristiano Steil da Silva, a gestora Ilse Barbosa e o sócio-administrador Rubens Ulber.

Fechamento da UTI adulta
Os serviços de UTI adulta, por sua vez, foram interrompidos neste domingo, 30, desde o meio-dia, segundo a nota.

Conforme o hospital, essa interrupção decorre das dificuldades financeiras pela qual a instituição passa há algum tempo, “e que estão se agravando dia a dia em razão da queda no faturamento, por conta da recessão que acontece no momento econômico atual, com repercussão direta nos atendimentos”.

Além disso, segundo a direção do hospital, há uma baixa ocupação da UTI e ausência dos rendimentos gerados a partir de seu funcionamento.

O comunicado diz que, em relação à UTI adulta, há um “desequilíbrio financeiro das metas e objetivos traçados”. Situação, segundo a instituição, que já vinha sendo antecedida por inadimplência e falta de repasses, “com diminuição drástica de seu fluxo de caixa”.

Sem atendimento noturno
O hospital também informou que irá reduzir, a partir de desta terça-feira, 1, o horário de atendimento de seu pronto-atendimento clínico, que passará a funcionar não mais 24 horas, mas das 8 às 19 horas.

A redução da jornada se justifica, conforme explicou a instituição, por causa da baixa demanda de pacientes durante o período noturno, “não se justificando, ainda mais em momentos de crise financeira, que o hospital mantenha estrutura, profissionais e colaboradores disponíveis, oferecendo serviço sem a contrapartida que possa suportar o custo fixo”.

Retomada dos serviços
A administração da Hospital e Maternidade de Brusque afirma que está “envidando todos os esforços possíveis para reverter a situação”.

Informou que foi solicitado a autoridades da saúde junto ao governo estadual alternativa para voltar a disponibilizar os serviços citados. Contudo, neste momento, não há previsão de retomada dessas atividades.

“Continuaremos trabalhando para superar este difícil momento e, tão logo possível, serão retomados no todo ou em parte os serviços ora paralisados, se a demanda também justificar tal medida”.

Por fim, o hospital esclarece que o serviço de pronto atendimento ortopédico continuará funcionando em seu horário habitual, ou seja, das 8 horas às 19 horas, todos os dias.

Sem Comentários

Sem Comentários!

Não existem comentários ainda, mas você pode ser o primeiro a comentar esta notícia.

Deixe uma resposta

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *