Justiça Eleitoral nega pedido de candidatura de Orides Kormann à Prefeitura de Guabiruba

Ex-prefeito não apresentou certidão criminal fornecida pela Justiça Federal de 2º Grau

orides kormann (Copy)
-
Crédito: Marcos Borges

A juíza da 5ª Zona Eleitoral, Clarice Ana Lanzarini, indeferiu o registro de candidatura de Orides Kormann (PMDB). A magistrada considerou que ele não está apto a ser candidato a prefeito por não ter apresentado certidão criminal fornecida pela Justiça Federal de 2º Grau.

Apesar de intimado a entregar o documento, como Orides não o fez, a juíza entendeu que a omissão “consiste em irregularidade grave, a qual se impõe o indeferimento”.

Embora não tenha impedimentos legais, a decisão publicada nesta sexta-feira, 10, também indeferiu o registro de candidatura do vice, Nilton Rogério Kohler, o Tindo (DEM), uma vez que a lei eleitoral se aplica à chapa, e não apenas ao candidato.

Esquecimento
O candidato a prefeito de Guabiruba, consultado pelo Município Dia a Dia, afirma que o seu comitê de campanha esqueceu de entregar a certidão criminal.

No entanto, segundo ele, a situação estará normalizada ainda nesta segunda-feira, 12, quando o documento será entregue à Justiça Eleitoral.

“A petição já foi feita na sexta-feira pelo advogado. Assim que a justiça eleitoral abrir, no começo da tarde, vamos apresentar a certidão criminal. Já está tudo certo, tudo ok”, reforça Kormann.

Atualmente, os três candidatos à Prefeitura de Guabiruba passam por situações jurídicas diferentes, no que se refere aos seus registros de candidatura. Enquanto Kormann foi indeferido, a Justiça Eleitoral, por sua vez, acatou a candidatura de Matias Kohler (PP).

Falta, ainda, o julgamento do registro de candidatura de Osmar Vicentini, do PRB.

1 Comentário

Deixe uma resposta

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *