Município Dia a Dia é finalista do Prêmio Fatma de Jornalismo Ambiental

Série de reportagens "Coleta Seletiva: Responsabilidade de todos", do jornalista Marcos Borges, foi selecionada na categoria Internet

lixo
-
Crédito: Marcos Borges

A Fundação do Meio Ambiente (Fatma) e a Engie Energia anunciaram nesta segunda-feira, 21, os finalistas da 9ª edição do Prêmio Fatma de Jornalismo Ambiental.

O repórter Marcos Borges, do jornal Município Dia a Dia, está entre os selecionados na categoria Internet, com a série de quatro reportagens “Coleta Seletiva: Responsabilidade de todos”. O especial aborda os desafios do recolhimento e destinação de resíduos sólidos em Brusque.

A premiação reconhece as melhores matérias jornalísticas sobre meio ambiente publicadas na imprensa catarinense em quatro categorias: mídia impressa, mídia eletrônica, internet e fotojornalismo.

Além dos finalistas, o júri também selecionou alguns trabalhos e veículos que irão receber menção honrosa por participação. Os vencedores serão conhecidos durante jantar de premiação em 1º de dezembro, em Florianópolis.

Nesta edição, 118 trabalhos foram inscritos, recorde do prêmio. Para o presidente da Fatma, Alexandre Waltrick, isso reforça que a iniciativa se consolida como um importante meio de valorização do meio ambiente e do jornalismo catarinense. “Acreditamos no jornalismo como ferramenta fundamental de educação e valorização ambiental. É gratificante ver a adesão dos jornalistas catarinenses a essa iniciativa e, neste ano em especial, as matérias estavam muito bem apuradas e produzidas”, comenta o presidente.

O Prêmio teve três novidades em 2016. As duas primeiras, já anunciadas, são a criação da categoria fotojornalismo e o aumento no valor dos prêmios, que subiu de R$ 5 mil para R$ 7 mil para o primeiro lugar estadual e de R$ 2mil para R$3 mil para o segundo lugar estadual em cada categoria.

A terceira novidade é a cerimônia de premiação, que será um jantar dando mais ênfase a importância do prêmio. “A cada ano, o Prêmio Fatma de Jornalismo Ambiental se fortalece. Patrocinamos a iniciativa desde a primeira edição e é visível que o prêmio já faz parte do calendário anual da imprensa catarinense”, comenta o diretor administrativo da Engie Energia, Júlio César Lunardi.

O prêmio é patrocinado pela Engie Energia e conta com apoio da Associação Catarinense de Imprensa (ACI), Associação dos Diários do Interior (ADI), Associação dos Jornais do Interior (Adjori), Associação Catarinense das Emissoras de Rádio e TV (Acaert) e Sindicato dos Jornalistas Profissionais de Santa Catarina.

Os finalistas na categoria Internet são:

Marcos Borges – Coleta seletiva: responsabilidade de todos – Munícipio Dia a Dia – Brusque

Bruna Tomé Borges e Marciano Bortolin – Criação de peixe de cativeiro dá uso sustentável a áreas degradadas – Diário de Notícias – Criciúma

Dagmara Spautz, Leo Cardoso, Luiz Carlos Souza, Ben Ami Scopinho e Thaís Fernandes – DC explica: o desequilíbrio na pesca da tainha – Diário Catarinense – Itajaí

Gisele Elis Martins – Preservação de baleias francas requer gestão compartilhada de projetos, governo e trade turístico – Laguna Ambiental – Laguna

Jacson Almeida, Júlia Pitthan, Ricardo Wolff e Maiara Santos – Crime sem castigo – Diário Catarinense – Florianópolis

 

Sem Comentários

Sem Comentários!

Não existem comentários ainda, mas você pode ser o primeiro a comentar esta notícia.

Deixe uma resposta

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *