Observatório Social inicia acompanhamento das obras entregues pela Prefeitura de Brusque

Em parceria com a Unifebe, entidade irá avaliar qualidade das obras após seis meses da entrega

observatorio
Vistoria foi realizada na rua Anna Heil esta semana, no entanto, a obra que já deveria ter sido entregue ainda nem começou -
Crédito: Divulgação

O Observatório Social de Brusque iniciou neste mês as avaliações das obras executadas pela Prefeitura de Brusque e Guabiruba em 2016. As atividades iniciaram em Brusque e, na sequência, também serão visitadas as obras entregues pela Prefeitura de Guabiruba.

Para definir quais obras receberão a vistoria, a entidade buscou informações publicadas no site das duas prefeituras sobre a entrega das obras. A pesquisa foi iniciada a partir do dia 1º de janeiro deste ano e a ideia é avaliar as obras seis meses depois da entrega.

“Queremos verificar a qualidade das obras realizadas pela prefeitura. Se tiver algum problema, vamos fazer um relatório e encaminhá-lo para a prefeitura, sugerindo que chame a empresa de volta para fazer os consertos”, destaca o diretor da entidade, Evandro Gevaerd.

Os alunos de Engenharia Civil e Arquitetura do Centro Universitário de Brusque (Unifebe) já estão realizando as visitas, e em breve, os relatórios devem ser divulgados. Entretanto, Gevaerd afirma que algumas questões dessa nova atividade do Observatório já chamaram a atenção: obras que foram anunciadas como iniciadas, inclusive com datas para término, porém, uma está abandonada e a outra sequer começou.

Um exemplo é a rua Anna Heil, no bairro Dom Joaquim, em que foi anunciado o início da preparação para sua pavimentação com expectativa de conclusão ainda no primeiro semestre deste ano, mas até o momento, o local permanece sem cobertura asfáltica. “A foto que fizemos está semana é praticamente igual à que a prefeitura usou na notícia quando anunciou o início da obra no local”, ressalta Gevaerd.

Outro caso é a praça da Azambuja, em que a prefeitura anunciou em abril que havia retomado a obra e, pela lógica, logo ela seria concluída. Porém, durante a visita do Observatório nesta semana, os moradores do local afirmaram que a empresa abandonou os serviços no fim do mês de abril e depois não foi feito mais nada. A praça teve sua execução iniciada em agosto do ano passado e deveria ficar pronta em três meses, ou seja, em novembro.

O valor da obra estava orçado em R$ 248.874,03, tendo um aditivo de R$ 6.715,43. A empresa responsável pela execução recebeu da prefeitura o valor de R$ 123.466,88 até o momento, de acordo com as informações obtidas pela entidade junto ao Portal da Transparência de Brusque.

“Não sabemos porque a obra foi paralisada e vamos solicitar explicações para a prefeitura. Não sei se tem alguma coisa a ver com a troca de prefeitos, mas isso não é justificativa. A obra é pública, não do prefeito, portanto, deveria ter sua continuidade”, diz.

O diretor da entidade ressalta que a vistoria em parceria com os estudantes não é técnica, portanto, qualquer cidadão pode contribuir para o trabalho. “A nossa vistoria é de evidências. Só avaliamos o que está evidente, como rachadura, falta de sinalização, acessibilidade. Essa vistoria qualquer cidadão pode fazer e exigir melhorias”.

Sem Comentários

Sem Comentários!

Não existem comentários ainda, mas você pode ser o primeiro a comentar esta notícia.

Deixe uma resposta

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *