Passarela será construída próximo à Sodepan na rodovia Antônio Heil, após término da obra

Deinfra se comprometeu a fazer a passagem, depois de intensas reinvindicações da comunidade

passarela (Copy)
Trevo Alemão foi feito na rodovia Antônio Heil, em frente à padaria Sodepan, no fim de setembro -
Crédito: Daiane Benso

Os moradores do loteamento Planalto, no Limoeiro, tiveram uma importante vitória na tarde de ontem. Depois de mais de um ano solicitando melhorias na sinalização no km 22, trecho próximo à padaria Sodepan, onde é realizada a duplicação da rodovia Antônio Heil, os envolvidos foram comunicados pelo Departamento Estadual de Infraestrutura (Deinfra) sobre duas ações do órgão, que oferecerão mais segurança aos pedestres, ciclistas e veículos.

No Fórum da Comarca de Brusque foi realizada, ontem à tarde, uma audiência conciliatória com representantes do Deinfra, empresa Prosul – que executa a obra -, Associação dos Moradores do loteamento Planalto e do Limoeiro, Fundação do Meio Ambiente (Fatma) e a empresa Irmãos Fischer. Na ocasião, o Deinfra se comprometeu a fazer uma passarela no km 22 da rodovia depois da duplicação concluída, além de outras melhorias que garantam segurança à comunidade.

Outra ação oficialmente anunciada pelo departamento foi a colocação temporária de um trevo alemão na via, no fim de setembro. O trevo é responsável por facilitar a entrada e saída de veículos do loteamento.

O fiscal da faixa de domínio do Deinfra, Luiz Gonzaga Nunes, que participou da audiência, diz que após as reivindicações da comunidade o órgão viu a necessidade de realizar a passarela. Ele afirma que a direção do Deinfra estudará a melhor maneira de fazer a passarela, mas garante que a obra será executada assim que terminar a duplicação. Gonzaga afirma que não há previsão para o serviço.

O representante do Deinfra diz que enquanto isso o trevo alemão auxiliará a comunidade, já que melhorará a segurança na entrada e saída do loteamento. “Não temos uma previsão oficial para a passarela. No entanto, enquanto a obra não é finalizada, o trevo alemão vem minimizar a situação e melhorar a sinalização na entrada e saída da rodovia”.

O professor Rafael Vargas, morador do Planalto e um dos líderes do movimento por melhorias no local, destaca que a conquista se deu graças à mobilização da comunidade. Ele lembra que as assinaturas para o abaixo-assinado, protocolado junto ao Ministério Público de Santa Catarina (MP-SC) e ao Tribunal de Justiça de Santa Catarina (TJ-SC), atrelado à divulgação da imprensa, foram fundamentais para o resultado.

Vargas também diz que acredita no compromisso firmado pelo Deinfra de que assim que a duplicação terminar, a passarela será construída. “Acreditamos na Justiça que cumpriu o seu papel, que luta e protege a sociedade”.

Nos próximos 60 dias, ainda sem data e local definido, deverá acontecer outra reunião entre a comunidade e os órgãos envolvidos com a obra na rodovia Antônio Heil, para tratar sobre a situação.

Sem Comentários

Sem Comentários!

Não existem comentários ainda, mas você pode ser o primeiro a comentar esta notícia.

Deixe uma resposta

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *