Pequenas infelicidades

pequenas infelicidades

Tua boca me acertou em cheio.

Passei a te odiar melhor depois de teu beijo.

Línguas encontrando-se, fazendo cirurgias…

Bisturis cortando lendas, para depois suturar encantamentos. Todo aquele líquido quente, babas e dentes…e teus lábios se esfregando pelos meus como se estivessem me agredindo.

Eu queria parar, queria pedir socorro, queria dizer que não gosto, que não quero, que…

…. ai meu deus, que amo!

Mantive-me encostada no batente da porta enquanto te atrevias, belicoso e infiel, reverberando pólvora em mero ensaio de meus seios.

Despertou a deusa suja que mora em mim…

mas,

Você me abandonou

e não se abandona uma loba no cio.

 

avatar silvia teske

 

Silvia Teske – artista

Sem Comentários

Sem Comentários!

Não existem comentários ainda, mas você pode ser o primeiro a comentar esta notícia.

Deixe uma resposta

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *