Permanece foragido homem que tentou matar ex-namorada

Marcos Luiz Silveira Aires, 41 anos, fugiu em um Fox preto, placas IPA-1882, de Porto Alegre

-
Crédito: Divulgação

Após tentar atirar contra a ex-namorada no fim da tarde de domingo, 27, no Residencial Azaléia, no bairro Azambuja, Marcos Luiz Silveira Aires, de 41 anos, permanece foragido. O acusado, que mora em Porto Alegre, no Rio Grande do Sul, fugiu em um carro Fox de cor preto, placas IPA-1882, de Porto Alegre.

Clecir Carini, 39 anos, a Nani, que sofreu a tentativa de homicídio, procurou a reportagem do Município Dia a Dia para dizer que teme pela sua vida, dos filhos e netos. Por isso, pede a colaboração da comunidade para caso Aires ser visto pela região, denunciar imediatamente para a Polícia Militar, pelo número de emergência 190.

Nani, que está grávida de um mês e meio, conta que teve um relacionamento com o homem por três meses, quando ele vinha sempre a visitar em Brusque. E, há 15 dias, havia terminado por ele ser ciumento possessivo. Porém, durante o namoro, Aires nunca se mostrou ser uma pessoa agressiva.

No domingo, o foragido chegou na casa de Nani por volta das 15h para tentar reatar o namoro e conversar sobre o filho que estão esperando. “Ele chegou, pediu para tomar um banho, fiz café para ele e ficamos conversando tranquilamente. Em certos momentos ele pedia para voltar, chorava, mas eu dizia que não daria por ele ser muito ciumento e querer mudar minha vida”, lembra.

Por volta das 18h, o homem disse que iria embora e foi novamente ao banheiro e ao sair, trouxe em mãos a arma e apontou para a cabeça de Nani, afirmando que a mataria. “Ele colocou na minha cabeça, disparou, mas falhou. Então apontou para a cabeça dele, disparou, mas também falhou e entrou no banheiro dizendo que se mataria. Lá dentro também disparou, mas falhou mais uma vez”, detalha.

Enquanto Aires estava no banheiro, Nani aproveitou para correr para fora do apartamento. Ao ouvir que a ex-namorada havia fugido, ele foi atrás dela e no corredor fez um novo disparo pelas costas. Desta vez, o tiro atingiu a parede do prédio. Durante a descida pelas escadas, o homem tentou novos disparos, que também falharam.

Na entrada do prédio, Aires tentou segurar a mulher, que conseguiu se desvencilhar e correr. Ele tentou entrar no carro, mas voltou ao apartamento, pegou as chaves, desceu e fugiu no veículo. A Polícia Militar foi informada, fez rondas, mas até o momento não localizou o criminoso.

Desde então, Nani, os filhos e netos saíram do apartamento e foram para outro local mais seguro, pois temem que Aires esteja ainda por Brusque e possa persegui-los. “Meu santo não é fraco. Posso dizer que nasci de novo. Mas não posso mais me arriscar, quero que encontrem logo ele para eu e minha família termos sossego”, diz.

Sem Comentários

Sem Comentários!

Não existem comentários ainda, mas você pode ser o primeiro a comentar esta notícia.

Deixe uma resposta

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *