Prancheta: Brusque terá a missão de reanimar atletas emprestados ao Marcílio

Coluna comenta também a provável saída de Ovelha do Marinheiro e mais um caso de indisciplina no Amador

Charge PRANCHETA 11 (Copy)
-
Crédito: Ed Carlos

O ano de 2017 não será mais um no calendário do Bruscão. Significa nada menos do que os 30 anos da fundação do clube. Nos bastidores, a diretoria já planeja promoções e eventos tanto para homenagear o quadricolor quanto para rechear os combalidos cofres.

Enquanto isso, grande parte do time disputa a Série B com a camisa do Marcílio Dias, já que foram emprestados pelo quadricolor ao time de Itajaí. Apesar de evitar o pior – antes da chegada do elenco ao Marinheiro, já na quinta rodada da segundona, o time estava na última colocação -, subir para a elite estadual já é tão fantasioso quanto crer que o América-MG permanecerá na Série A do Brasileirão.

Em termos de economia, o empréstimo foi um bom negócio. Foi uma maneira de manter os atletas ‘pelas redondezas’, além de ter outro clube pagando seus salários. Sob outra perspectiva, a maionese parece que desandou para as bandas da cidade portuária. A ‘rádio boleiragem’ comenta que há rachas no grupo.

No mínimo, dá para se constatar certo desânimo. A cobrança de pênalti do atacante Tony no domingo contra o Barroso, que poderia levar o Marinheiro à vitória, foi um símbolo da falta de vontade dos atletas. Ele praticamente atrasou a bola para o goleiro.

O Brusque, portanto, terá a missão de reanimar os atletas que voltarão da ressaca da segundona e assim poder chegar à meia-idade com dignidade. E, porque não, sonhar alto nas duas competições que terá na temporada? Agora é torcer para que o clima pesado vindo de Itajaí fique mesmo para as bandas do litoral.


A (provável) saída de Ovelha

Para Ovelha, administração do Marcílio é praticamente amadora / Foto: Cristóvão Vieira/Arquivo Município

Para Ovelha, administração do Marcílio é praticamente amadora / Foto: Cristóvão Vieira/Arquivo Município

Conturbada a relação entre Mauro Ovelha, técnico que defendeu o Brusque em 2015 e 2016, e o Marcílio Dias, clube que treina atualmente com elenco emprestado pelo Bruscão. Já é de conhecimento geral que o comandante não gosta de desorganização, e foi o que ele mais encontrou pra lá da Antônio Heil. Detonou a administração atual do clube, a qual chamou de “praticamente amadora”.


Será que ele volta?

Ovelha tem interesse em voltar a treinar o Brusque, nas palavras do próprio presidente do clube, Danilo Rezini. A vontade é mútua, mas falta se concretizar. O técnico tem bastante aceitação entre a torcida pelo título de 2015 ter vindo após sua chegada, no meio do caminho, e também por ter garfado vagas na Série D de 2016 e de 2017. Também foi sob sua batuta a melhor campanha da história do Brusque na última divisão do Campeonato Brasileiro.


Mais encrenca em amador

Que papelão protagonizaram alguns atletas na última sexta-feira, no Campeonato Municipal de Futsal Amador. Na frente de crianças e famílias, dentro da Arena Brusque, invadiram quadra pra cobrar satisfações de um árbitro. Um ainda lhe acertou uns tapas. Sinceramente, quando foi que esse tipo de atitude surtiu algum efeito? Tem gente que não aceita a derrota e prefere partir pra porrada e se exaltar. Lembrando que estamos falando de uma competição municipal, e não da Copa do Mundo…


Punição exemplar

Agora, que os envolvidos tomem a punição devida. Por bem, devem ficar um bom tempo sem jogar pelas redondezas. Esporte é disciplina, é respeito ao próximo e diversão. Quem entra em quadra já pensando em encher o árbitro de bolacha caso o time esteja perdendo precisa ficar na geladeira repensando suas atitudes.


MEMORIA
Parabéns, Bruscão!

Foto: Iran Correia/ND

Foto: Iran Correia/ND

Amanhã, dia 12 de outubro, o quadricolor completa 29 anos de existência. O time que surpreendeu a todos ao sagrar-se campeão catarinense na terra em que este título é oligopolizado entre cinco clubes está de aniversário, e às portas de chegar na meia-idade. A coluna envia os parabéns aos atletas que fazem parte dessa história, bem como diretorias e comissões técnicas que passaram pelo clube. Na foto, o título da Copa Santa Catarina de 2010.

Sem Comentários

Sem Comentários!

Não existem comentários ainda, mas você pode ser o primeiro a comentar esta notícia.

Deixe uma resposta

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *