Professora é agredida por aluno de 14 anos, em Brusque

Adolescente se negou a fazer uma atividade e passou a agredir fisicamente a professora

Um adolescente de 14 anos agrediu uma professora na manhã desta terça-feira, 4, em uma escola de Brusque.

A jovem de 21 anos registrou um boletim de ocorrência na Delegacia de Polícia Civil onde contou que o aluno se negou a fazer uma atividade proposta.

Após xingar a professora, o adolescente passou a agredi-la fisicamente.

Os nomes dos envolvidos e do educandário não foram informados por questões legais.


A família do adolescente entrou em contato com a redação do jornal Município e afirmou que houve agressão verbal, e não física conforme informado anteriormente.

Atualizado em 26/10, às 11h06

9 Comentários

  1. Avatar
    Otavia Carla outubro 04, 2016

    Fui agredida por um aluno também há dois anos, o que a escola fez? Nada!
    Infelizmente a culpa de estarmos criando esses delinquentes e desse sistema que encobre e nada acontece!
    Consequências pra minha vida?
    Tratamento psiquiátrico pago com meu dinheiro, síndromes de todos os tipos, dor na alma, e o pior de todos: desistir da profissão que tanto AMAVA!
    Espero que ela se recupere e seja mais forte que eu!

  2. Avatar
    Jorge outubro 04, 2016

    Está na hora da sociedade começar a ESPANCAR ESSES MENORES BANDIDOS…. e SE ALGUM PAIZINHO OU MÃE NÃO GOSTAR, ESPANCA-LOS TAMBÉM…

  3. Avatar
    Paulo sbardelatti outubro 04, 2016

    Falta de uma surra um vagabundo deste, se fosse meu filho fica de orelha inchada um mês, mais castigo sem computador celular ou outro meio de diversão.
    Além disso faria questão que ele respondesse legalmente se fosse possível em nosso país.
    Mas no caso nao vai dar em nada.
    Infelizmente difícil imaginar uma situação desta ocorrendo nos dias de hoje, onde oo mínimo que se espera de alguém é educação e respeito.

  4. Avatar
    Louis outubro 05, 2016

    Se hoje existe um MM. Juiz, um médico, um engenheiro, um músico que conheça notas, qualquer membro da sociedade que saiba ler e escrever o mínimo, que agradeçam aos professores.

    Não sei o que rolou nos bastidores para levar uma agressão verbal ou física contra um pedagogo, mas com certeza sei que a educação se inicia em casa, e esse ato violento não se justifica.

    A legislação é complacente demais com nossos “menores de idade”, em todos os seus atos. No máximo nesse caso os responsáveis por esse aluno irão comparecer perante uma promotoria e terão um bate-papo com algum bondoso representante do Ministério Público. É o representante do “parket” tem que seguir o tipificado no Estatuto da Criança e do Adolescente.

    Se a situação fosse contrária, essa professora estaria no mínimo na primeira capa dos periódicos da cidade, execrada em público, “apedrejada”, sem direito a defesa, condenada pelos “tetos de vidro”, que sempre atiram a primeira pedra! (um dia a pedra vira um bumerangue, #Fica Dica, hein!)

    É uma pena que nossas crianças que nos anos 80, 90, até início dos anos 2000, que ainda eram crianças com 14 anos de idade, hoje são infratores conscientes de seus atos, porém imputáveis.

    Bem, mas temos que seguir essa legislação falha que protege o menor – infrator, não é?

    Que assim seja então!

    Bom, se até nossos representantes no parlamento público tiveram professores e não dão o devido valor, só mostra que nada aprenderam, e nunca aplicaram a palavra “gratidão” em suas vidas.

    Então que nossos políticos que continuem a ser esses idiotas úteis (fantoches) servindo o pais a troco de poder passageiro, e uma ignorância eterna.

    A educação você leva pro túmulo. Sempre alguém vai lembrar do virtuoso!

    Ah esqueci, se a culpa for da crise, coloquem na conta do ESTADO DEMOCRÁTICO DE DIREITO, ou dos COMUNISTAS/SOCIALISTAS de plantão!

    p.s.: virtude que o governo controlador detesta é a busca pelo conhecimento.
    Conspiro que esse abandono aos mestres seja uma estratégia para formar “marginais úteis”!

    • Avatar
      Nilson outubro 05, 2016

      Falou tudo meu amigo, caso fosse meu filho numa situação dessa até a orelha ele ficaria sem, até ter noção do erro é trabalhar para fazer uma nova orelha que perdeu por um ato estúpido dele em agredir um “Professor” onde nós professores dão a alma e nosso tempo a eles para tentar fazer deles pessoas capazes de andar e se defender com inteligência…

  5. Avatar
    Xibas outubro 05, 2016

    Eu ia preso .. Mas também ………………….

  6. Avatar
    emily vieira dos santos outubro 05, 2016

    graças a ele estamos sem professora muleke mais idiota

  7. Avatar
    Marcos Cesar Pering outubro 05, 2016

    tem alunos que vão estudar e tem vagabundos que vão pra fazer bagunça/ se se fazer valentão vão pra brigar , deveria dese a porradas quando esse tipo de coisa acontece!

  8. Avatar
    Louis outubro 15, 2016

    NÃO DESISTA PROFESSORA…PARABÉNS PELO SEU DIAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAA.
    #Be Stronger!

Deixe uma resposta

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *