Projeto “Rotas do Itajaí” chega a Foz do Iguaçu com dia cheio de atividades

As cataratas do Iguaçu foi um dos locais visitados pelo grupo nessa sexta-feira, 4

Nem a chuva atrapalhou a animação do grupo nas cataratas
Nem a chuva tirou o ânimo do grupo nas cataratas -
Crédito: Suellen Pereira Rodrigues

Por Suellen Pereira Rodrigues

A chuva e o frio bem que tentaram, mas não conseguiram atrapalhar as primeiras atividades da 3ª viagem de estudos do “Projeto Rotas do Itajaí”, realizado pelo curso de Administração do Centro Universitário de Brusque – UNIFEBE.

Na noite de quinta-feira, 3 de dezembro, o grupo composto por acadêmicos, professores e egressos, embarcou no campus Santa Terezinha rumo a Foz do Iguaçu (PR). Após aproximadamente 12 horas de viagem, os integrantes do projeto chegaram à cidade prontos para observar as melhores práticas de turismo que possam ser implantadas em Brusque e região.

Turismo ecológico

Parque das Aves foi um do locais visitados pelo grupo

Parque das Aves foi um do locais visitados pelo grupo

Os primeiros destinos da viagem foram os dois principais pontos turísticos de Foz do Iguaçu: o Parque das Aves e o Parque Nacional do Iguaçu, onde estão localizadas as cataratas do Iguaçu.
Lar de araras, flamingos, tucanos, corujas e outras espécies, o Parque das Aves encantou os visitantes brusquenses por sua riqueza natural.

Para a acadêmica da 6ª fase de Processos Gerenciais, Sarah Cristine de Oliveira, o parque surpreendeu positivamente. Ela destacou a integração entre homem e natureza como um dos principais diferenciais do parque.

“Acho que a questão da organização e o cuidado com as aves merece destaque. Achei muito bacana essa parte dos viveiros, onde as aves se misturam com os visitantes. Acredito que essa ideia pode ser implantada em nossa regiao”, diz.

Depois, o grupo seguiu para visitar as cataratas do Iguaçu. Segundo a coordenadora do Projeto, professora Rosemari Glatz, mesmo com chuva, os participantes conseguiram cumprir as primeiras etapas do 3º Rotas do Itajaí.

“É importante ressaltar que essa não é uma viagem turística, é uma viagem de estudos para avaliar as e melhores práticas de Turismo para nossa região. Mesmo com o tempo instável, conseguimos desfrutar desses dois belos pontos turísticos, e fazer nossa análise sobre qualidade de atendimento, estrutura e outros serviços referentes à prática turística”, afirma.

O passeio surpreendeu devido a grande vazão de água nas cataratas. Durante a manhã, a passarela da Garganta do Diabo, esteve interditada porque a vazão de água passou de 9 milhões de litros por segundo. Durante a visita dos integrantes do “Rotas” a estimativa é que as quedas estivessem em torno de 7 milhões de litros por segundo.

Indústria

Na empresa lar, o grupo visitou toda a linha de produção do local

Na empresa lar, o grupo visitou toda a linha de produção do local

Durante a tarde, o grupo seguiu para a Empresa LAR Agro Industrial para uma visita técnica do curso de Administração. A visita foi realizada na unidade industrial de aves, localizada em Matelândia, há aproximadamente 80 km de Foz do Iguaçu. Segundo o coordenador do curso de Administração da UNIFEBE, Sidnei Gripa, o local foi escolhido por sua representatividade na área.

“A Lar atende mais de 70 países, como nos foi explicado durante a apresentação. Entre seus clientes, marcas de grande porte como MC Donald’s e Carrefour. Para nossos acadêmicos, é enriquecedor conhecer o processo de produção de uma empresa desse tamanho”, justifica.

Roteiro

No sábado, o grupo participará de uma visita técnica à usina hidrelétrica de Itaipu. Este ano, o projeto passou pelo Rio de Janeiro. Em 2014, os participantes buscam as melhores práticas do turismo no Rio Grande do Sul, em Gramado.

Sem Comentários

Sem Comentários!

Não existem comentários ainda, mas você pode ser o primeiro a comentar esta notícia.

Deixe uma resposta

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *