Tenho o ”PRIVILÉGIO” de ter nascido numa cidade chamada Brusque

19-08-2016 (2)

Minha edição de hoje neste meu Blog é um tanto diferente das que normalmente costumo publicar, onde a informação do tempo é o tema principal. Quero apenas mostrar aqui, minha tristeza e indignação, diante de um fato que sabemos, aflige grande parte da população mundial, que é a pobreza. Tenho na Rede Social Facebook, integrantes na minha lista residentes em várias partes do mundo e com isso, posso conhecer a cultura e os costumes de outros povos. Alguns destes que tenho contato são pessoas muito ricas, já outros, nem tanto, mas há aqueles ainda que vivem em extrema pobreza, como esta família, residente nas Filipinas.

14650316_190468471392729_7732833490995497999_n

Por uma questão de respeito não irei mostrar o rosto de nenhum deles, apenas as condições precárias em que vivem. 14731189_190468844726025_3685187593481572666_n

14656399_190413601398216_6415311111315395716_n

Perguntei a este meu amigo o motivo de tanta miséria que imediatamente desabafou: O nosso País oferece oportunidades de crescimento profissional, pessoal e intelectual direcionado a poucos privilegiados e além disso, o acesso as escolas é precário, disse ele. Vendo as fotos que envio da nossa região, não cansa de dizer: ”Vocês são ricos”! 14731149_190468691392707_4783033889936038618_n

Diante de tudo isso, só tenho a agradecer por ter nascido numa cidade que pôde me oferecer todas as condições para ter o que hoje tenho. Sei que muitas coisas não estão ”nos trilhos” como deveriam estar, mas o lado positivo que vejo é: a miséria não é a marca registrada de nosso município. Pelo contrário. A riqueza está espalhada aos quatro cantos de Brusque. Nos resta agradecer a Deus por temos oportunidades de trabalho que consequentemente nos dão todo o conforto necessário e até em muitos casos, supérfluo e que tanto falta para tantos irmãos nossos espalhados por este mundo afora. Cabe uma reflexão!

Sem Comentários

Sem Comentários!

Não existem comentários ainda, mas você pode ser o primeiro a comentar esta notícia.

Deixe uma resposta

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *