Transição na prefeitura afeta atividades no Zoo de Brusque

Teleférico passa por vistoria antes da mudança de gestão

Teleferico cópia (Copy)
Teleférico está fechado ao público desde o dia 18 -
Crédito: Arquivo Município

A transição de governo tem impacto em várias áreas da prefeitura. Um exemplo é o fechamento, no último dia 18, do teleférico do parque Zoobotânico. A medida tem o objetivo de fazer uma avaliação geral antes da troca de prefeitos, segundo o responsável técnico e biólogo do Zoo, Rodrigo de Souza.

Souza conta que o teleférico foi fechado por medida de segurança. Segundo ele, o equipamento precisa passar por uma verificação periodicamente, bem como a renovação de licenças e de alvarás.

“É um protocolo de rotina, como estamos fazendo a mudança de governo, temos que assegurar que os próximos administradores que vierem para a instituição tenham um começo tranquilo, com tudo em dia”, diz o responsável técnico.

De acordo com Souza, não existe um prazo definitivo para que o teleférico volte a operar plenamente. A princípio, deve ser na metade de dezembro, mas pode mudar se forem encontrados problemas de segurança que necessitem de obras.

Com isso, ele seria reaberto só no próximo governo. Bombeiros, engenheiros da prefeitura e demais órgãos envolvidos na liberação do teleféricos estão sendo chamados para os serviços, conforme Souza.

O teleférico foi reaberto em dezembro de 2014 após mais de um ano em obras. Em março deste ano, o equipamento também foi fechado para manutenção.

Visitação

O responsável técnico reconhece que o fim de ano não é a melhor época para fechar o teleférico, contudo, a mudança de governo não dá outra opção. “Temos interesse em agilizar para poder abrir o mais rápido possível”, afirma.

De acordo com Souza, o teleférico recebe, em média, 400 visitantes por mês. Eles pagam R$ 10 para andar no equipamento, somando em torno de R$ 4 mil. O valor é menor do que os custos com manutenção e pessoal, conta o responsável técnico.

A ideia é que em 2017 o Zoobotânico tenha mais atrações e, com isso, a procura pelo teleférico também cresça, segundo Souza.

Vistoria geral

Souza diz que todo o Zoobotânico passa, neste momento, por “um check-up” antes da mudança de governo. As outras instalações e o quadro de pessoal também estão sendo vistoriados, contudo, não precisam permanecer fechados para a realização do serviço. “Precisamos deixar tudo em dia”, afirma Souza.

Sem Comentários

Sem Comentários!

Não existem comentários ainda, mas você pode ser o primeiro a comentar esta notícia.

Deixe uma resposta

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *