Vereadores cobram ação da prefeitura contra andarilhos do Centro

Requerimento do presidente da Câmara, aprovado pela maioria, quer “ação imediata” do governo municipal

camara
-
Crédito: Marcelo Reis

Na sessão da Câmara de Vereadores desta terça-feira, 8, um requerimento apresentado pelo presidente da Casa, Roberto Prudêncio Neto (PSD), gerou discussão entre os vereadores. Ele pede ao poder Executivo que controle a presença de andarilhos e moradores de rua no Centro da cidade.

No requerimento apresentado, Prudêncio elenca diversos problemas que, segundo ele, estão ligados aos andarilhos. Afirma que “essas pessoas, via de regra, são personagens de ocorrências policiais, flagradas com drogas, bebidas alcoólicas,quase sempre envolvidas com práticas de pequenos delitos, especialmente furtos e arrombamentos”.

Em um palavreado rebuscado, seu requerimento elenca outras razões pelas quais considera ruim a atuação dos andarilhos e moradores de rua. “A conduta sinuosa desses indivíduos promove a desconfiança e a insegurança popular, diante de suas maltrapilhas aparências e subjetividade de comportamentos”, afirma.

O vereador também destaca que os andarilhos “fazem ponto” em espaços próximos às escolas, “suscitando apreensão de alunos e seus familiares”.

Prudêncio classifica a incidência de andarilhos em Brusque como uma causa “da ausência de uma política de segurança e de assistência social incisivas”, e “que a tolerância e a negligência podem desenhar um quadro insustentável e crônico”.

Na tribuna da Câmara, afirmou que é preciso uma “solução enérgica e imediata. “Não podemos esperar virar o ano para uma nova legislatura e um novo prefeito tomarem medidas. Essa situação está abandonada e só piorou, desde o momento que nos saímos do governo”.

Discussão no plenário

“Não é a Casa de passagem que ia resolver, a gente sabe que vamos ouvir coisas neste sentido”, disse o vereador Guilherme Marchewsky (PMDB), o primeiro a se manifestar após o presidente.

“Não são andarilhos, são pessoas de má-fé, são jovens inclusive, pessoas que poderiam estar no trabalho. A Casa de Passagem, com certeza, não faria deles pessoas melhores”, afirmou.

Claudemir Duarte, o Tuta, do PT, fez a defesa da Casa de Passagem, fechada durante o governo interino de Roberto Prudêncio. “Quando falaram em fechar a Casa de Passagem, eu falei que isso ia acontecer”, disse Tuta.

Ele afirmou que o espaço tinha problemas, mas que era o local ideal para receber andarilhos. “É para resolver esse tipo de problema, ela foi feita para isso”, argumentou o vereador.

O requerimento foi aprovado por todos os vereadores, com abstenção do vereador Valmir Ludvig (PT).

 

1 Comentário

  1. Avatar
    Manuel Português novembro 09, 2016

    Esses chamados andarilhos já percorriam o centro da cidade de Brusque/SC e demais mediações, quando o presidente do Parlamento Municipal, ora autor do requerimento era prefeito interino. Sendo assim, por qual motivo o gajo nada fez à respeito em seu governo, ora pois?

    Pare de encher chouriços!

Deixe uma resposta

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *